Extrusoras: novos grades de resinas pedem máquinas modernas

Com máquinas novas é possível utilizar materiais avançados desenvolvidos pelas fornecedoras de resinas

Uma das vantagens de os transformadores contarem com extrusoras novas é a possibilidade de eles utilizarem materiais avançados desenvolvidos pelas fornecedoras de resinas, o que nem sempre é possível fazer com as máquinas antigas. E isso ocorre com elevada frequência, as indústrias químicas investem bastante em pesquisa e desenvolvimento para o lançamento de fórmulas de resinas, indicadas para a obtenção de produtos os mais distintos.

Desenvolvimento de resinas para extrusoras mais modernas

Um exemplo ocorre com a Braskem, atenta a essa apetitosa fatia do mercado. Fabricante de PVC, polietileno e polipropileno, materiais muito usados em processos de extrusão, a empresa garante possuir amplo portfólio para o atendimento dos clientes e contar com equipe especializada em desenvolver soluções para necessidades específicas.

Fábio Agnelli Mesquita, líder de Serviço Técnico e de Desenvolvimento na América do Sul, aponta a preocupação da empresa para a melhoria das resinas de  e PP indicadas para esse método de transformação.

“Desenvolvemos grades para alcançar melhores propriedades mecânicas, ópticas e de selagem no intuito de alcançarem excelente desempenho durante o envase e também no uso final”, revela.

Leia Mais:

No caso do polipropileno, Agnelli destaca algumas linhas de BOPP (sigla em inglês para película de polipropileno biorientada), material indicado para aplicações como embalagens para biscoitos, chocolates, salgadinhos e muitas outras.

Extrusoras: Novos grades de resinas pedem máquinas modernas ©QD Foto: Divulgação
Fábio Agnelli Mesquita, líder de Serviço Técnico e de Desenvolvimento na América do Sul

“Em BOPP, nos últimos anos desenvolvemos resinas para possibilitar a produção de embalagens de alto desempenho. Entre elas a Proxess H33, um PP homopolímero com maior rigidez que os grades convencionais; Simbios 4T05, terpolímero para baixa temperatura de selagem; e as linhas RF150SS e RF70, copolímeros para elevar a força de selagem das embalagens”.

No campo do polietileno, destacam-se diversas famílias de PEBD, PEBDL e PEAD para aplicações como embalagens de cereais, filmes encolhíveis (shrink) para bebidas, filmes stretch para o envolvimento de paletes e sacolas em geral, entre outras aplicações. Agnelli destaca o lançamento do Wenew, apresentado ao mercado na feira K’ em 2022. “É um filme stretch de alta performance que contém 30% de material pós consumo reciclado”.

Para informações sobre máquinas extrusoras e acessórios, consulte o Guia QD, a maior plataforma de compra e vendas do setor.

extrusoras para laboratórios
acessórios para extrusoras
canhão para extrusora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios