Expobor – Mostra abre as portas com auspiciosas previsões de crescimento para o setor

Plástico Moderno, Ademar Araújo Queiroz do Valle, diretor-executivo da Abiarb, Expobor - Mostra abre as portas com auspiciosas previsões de crescimento para o setor
Queiroz se fia no desempenho bom da indústria automotiva

No rol dos maiores produtores de pneus do mundo, sétimo colocado para automóveis e quinto para caminhões e ônibus, ostentando ainda uma significativa e diversificada produção de artefatos de borracha, o Brasil promete continuar mantendo os níveis de crescimento em toda a cadeia do setor da borracha neste ano, segundo expectativa da Associação Brasileira da Indústria de Artefatos de Borracha (Abiarb), promotora do maior encontro latino-americano da borracha, a Expobor 2008 – Feira Internacional de Tecnologia, Máquinas e Artefatos de Borracha, em oitava edição. Em parceria com a Francal Feiras, o evento, realizado a cada dois anos, tradicionalmente no Expo Center Norte, em São Paulo, contará de 5 a 8 de maio com a presença de mais de 140 expositores e está preparado para receber cerca de 15 mil visitantes.

“Contamos com um maior número de expositores e estimamos que o setor alcance crescimento de aproximadamente 15% neste ano, níveis que devem se refletir em quase todos os 600 tipos de artefatos de borracha produzidos no Brasil, exceto solados, que vêm amargando queda nas exportações provocada pela concorrência chinesa que vem invadindo vários mercados do mundo”, revelou Ademar Araújo Queiroz do Valle, diretor-executivo da Abiarb.

Em 2007, o desempenho da indústria de pneumáticos foi considerado bastante positivo. Apresentou 10% de crescimento nas vendas em volume, ao passar de 57,2 milhões de pneus comercializados em 2006 para 63,1 milhões de pneus vendidos no último ano. Os ganhos só não foram maiores por causa das importações de pneus novos (50%) e usados (50%) que chegaram a alcançar 11,5 milhões de unidades e, em sua maior parte, foram provenientes da União Européia e também da Ásia, segunda maior origem dos pneus importados pelo Brasil, de acordo com dados divulgados pela Associação Nacional da Indústria de Pneus (Anip).

A indústria de artefatos de borracha, por seu turno, faturou US$ 2,18 bilhões, 10% a mais em comparação com o balanço do ano anterior, ao produzir 125 mil toneladas de artefatos, de acordo com estimativas feitas pela Abiarb. As exportações de artefatos também estiveram em alta em 2007, o país embarcou US$ 318,8 milhões, o equivalente a 14,6% do faturamento total, contra os US$ 264,4 milhões exportados em 2006.

Em pneus, a expectativa das lideranças é alcançar 5% de crescimento nas vendas em 2008. Em artefatos, o desempenho das borrachas promete ser bem mais promissor, estima-se crescimento de 15%.

Plástico Moderno, Expobor - Mostra abre as portas com auspiciosas previsões de crescimento para o setor
Pneus inteligentes carregam um chip para monitoração eletrônica

“A performance da economia brasileira e, particularmente, a da indústria automotiva, que correspondeu no último ano a 58% dos nossos resultados financeiros, foi muito boa nos dois últimos anos, o que nos faz acreditar em maiores avanços daqui por diante”, informou Queiroz.

Enquanto as montadoras de automóveis responderam por pouco mais da metade do faturamento alcançado em 2007 pelo setor de artefatos, somando-se os resultados das montadoras diretamente (14%), sistemistas (29%) e as vendas no mercado de reposição (15%), as indústrias de mineração e siderurgia, posicionadas em segundo lugar como as maiores usuárias de artefatos de borracha, responderam por uma fatia de 8% do faturamento. Em terceiro lugar, empatadas, vieram as indústrias de calçados e de eletroeletrônicos e eletrodomésticos, cujos resultados corresponderam a 6% do faturamento do setor. Em quarto, com participação de 4% sobre o faturamento, destacou-se a indústria do entretenimento, formada por fabricantes de balões, brinquedos e máscaras, entre outros artigos de borracha. Na quinta posição, e respondendo por 3% do faturamento, posicionou-se o setor de saúde, integrado pela produção de luvas cirúrgicas, preservativos, tubos, bicos de mamadeira etc., enquanto o percentual remanescente, de 15% sobre o faturamento, correspondeu à soma de participação dos setores petrolífero, de saneamento, da construção civil e das indústrias em geral, incluindo as de máquinas, que também utilizam borrachas em vários componentes.

Eventos paralelos estão mais atrativos – A Expobor 2008 abrigará dois outros eventos de igual importância para o desenvolvimento tecnológico e aprimoramento dos profissionais que atuam no setor da borracha: a 8ª. Recaufair – Feira e Convenção Internacional de Pneus e Equipamentos – Reforma, Reciclagem, Comércio e Serviços que, neste ano, também integra o Pneu Show 2008, englobando exposição e eventos relacionados com o ciclo de vida dos pneus, da fabricação à reciclagem, e o tradicional 12º Congresso Brasileiro de Tecnologia da Borracha, de 5 a 7 de maio, apresentando extensa programação com mais de 40 palestras proferidas por especialistas nacionais e internacionais.

Todas as tardes, os visitantes inscritos, a partir das 15 horas, de 5 até 8 de maio, além de checar as novidades na Recaufair, tradicional área de exposição integrada à Expobor, que, neste ano, abre suas portas das 14 às 21 horas, contarão também com a realização inédita de convenção internacional da indústria de pneus, reunindo lideranças do setor como da Aresp, Abr, Anip, Arebop, Aran e Abrapneus.

Entre os temas mais empolgantes desse evento destaca-se a apresentação dos pneus inteligentes, fabricados pela Goodyear. Providos de tecnologia Tire IQ, esses pneus levam um chip que monitora eletronicamente e com precisão todos os dados relativos à quilometragem, posição, profundidade de sulco e pressão, ajudando as empresas na manutenção dos pneus, conferindo grande utilidade principalmente no controle mais seguro de frotas.

O sistema Tire IQ, já disponível para comercialização, pode ser instalado tanto nos produtos da Goodyear, incluindo a nova série 600 de pneus radiais para caminhões e ônibus, bem como em outros produtos compatíveis oferecidos no mercado.

A convenção também abordará outros temas como pneus inservíveis e reciclagem de pneus. Na programação do 12º. Congresso Brasileiro de Tecnologia da Borracha, a palestra inaugural a ser proferida na sala A, a partir das 13h30, pelo especialista Amauri Gentil, da General Motors, versará sobre Conductivy and non-conductivy rubbers. Na seqüência, na mesma sala, Ivan Hudec, convidado do exterior, da Slovak University of Technology, abordará Surface Treatment of Polyester Reinforcing Materials by Plasma, palestra que será seguida pela apresentação do vice-presidente da ABTB, Luis Tormento, da LT Químicos, sobre tratamento superficial de borrachas e plastômeros para adesão a vários substratos.

Na sala B, destacam-se as apresentações de profissionais da DSM sobre Reactive extruder Keltan products: the Breakthrough in EP(D)M performance, a partir das 14h10, e Eco-friendly crosslinking systems for high performance polymers, a ser ministrada, a partir das 15h10, por um especialista da Rhein Chemie. O técnico Raphael Sanchez, da Rep, abordará a partir das 15h30, também na sala B, Turbocore – Como reduzir o tempo de vulcanização sem afetar o composto de borracha durante a injeção.

No dia 6 de maio, a partir das 9 horas, na sala A, o especialista Shirochi Itami, da Progomme, divulgará ao público um sistema inovador de vulcanização livre de nitrosaminas.

Na seqüência, o doutor Michael Warskulat, da Evonik, apresentará Advanced Filler Systems for Rubber Reinforcement. A partir das 10h40, na mesma sala, Joshua R.Kelley, da Zeon Chemicals, proferirá palestra sobre The Introduction of Fuel Resistant Polyacrylate and Extrusion Grade Polyacrylaate with Improved Low. A partir das 15h40, Alex Sirqueira, da Nitriflex, expõe aos congressistas Nitrigreen – A borracha ecológica.

Na sala B, no dia 6 de maio, a partir das 14 horas, Fabiano Merli, da Solvay Solexis, estará apresentando New Generation of Low Temperature Tecnoflon Fluorelastomers. A partir das 16h20, o encontro dos congressistas será com a especialista Agnes Martins, da Petroflex, que irá discorrer sobre Petroflex SBR 1712 HN e SBR 1712 TE – A nova geração de SBRs estendidas em safe oils. No dia 7 de maio, último dia de Congresso, a partir das 16h20, na sala A, será a vez da Kraton, por intermédio do especialista Lucas Almeida, apresentar Copolímeros estirênicos em bloco de isopreno-butadieno (SIB) para adesivos hot melt. Na sala B, das 9 às 17 horas, o congressista ainda poderá acompanhar palestras da STC, Dow, LaserCorp, Zeon Chemicals, Teijin Aramid, Petrobrás Energia, Retilox e Proquitec.

Acompanhe a seguir outras novidades preparadas pelos expositores especialmente para a feira.

BANDEIRANTE BRAZMO

A Bandeirante Brazmo distribuirá auxiliares de processo, da Auxyborr, e borrachas fluoradas da linha Dyneon, da 3M. Também aproveitará a Expobor 2008 para mostrar ao mercado que iniciou a venda de negro-de-fumo e a distribuição de desmoldante semipermanente, da Marbo. Quem for ao estande, verá ainda toda a linha de aceleradores, antioxidantes e antiozonantes.

COMARPLAST

Com 32 anos de atuação no mercado da borracha, a empresa marca sua estréia na Expobor 2008 levando ao público uma novidade na área de resinas plastificantes para substituir as resinas hidrocarbônicas convencionais. Trata-se da linha HMD, cujo diferencial é ter sido desenvolvida em pó para facilitar sua incorporação como aditivo. Também foi programada para a mostra a apresentação de auxiliares de processo, antiozonantes, ceras de polietileno, dissecantes, lubrificantes, retardantes de vulcanização e estearatos, entre outros componentes do amplo portfólio da empresa.

CYA RUBBER

Do Rio Grande do Sul diretamente para a feira, o tradicional distribuidor de matérias-primas para as indústrias de transformação lança borracha termoplástica (TR) do tipo SBS (estireno-butadieno-estireno). Trata-se de copolímero em bloco, produzido com base na polimerização de butadieno e estireno, combinando as propriedades da borracha com as facilidades de processamento dos plásticos. De alta elasticidade, a nova TR não requer vulcanização e atua como excelente modificador de ampla gama de polímeros, podendo conferir maior resistência ao impacto e flexibilidade aos materiais e reativar suas propriedades mecânicas nos casos de processos de recuperação de reciclados. Pertencente à família de borrachas de ampla utilização para modificar poliestireno, polipropileno, polietilenos de baixa e de alta densidades, ABS e PET, a nova TR pode ser facilmente pigmentada, encontrando também aplicações freqüentes em adesivos, agentes para recuperar asfalto, mantas para impermeabilização, componentes para calçados e acessórios. Quem puder visitar o estande da companhia ainda terá a oportunidade de conhecer as linhas de aceleradores, agentes de vulcanização, antioxidantes, antiozonantes, ativadores, auxiliares de processo, borrachas, cargas, desmoldantes, peróxidos, pigmentos e plastificantes.

DALTON DYNAMICS

Reconhecida pela fabricação de adesivos da marca Chemitac, a empresa, 100% nacional, e há 22 anos atuando no mercado internacional, por intermédio de filial instalada na Espanha, levará ao conhecimento do público uma ampla linha de adesivos produzidos com solventes ecológicos, obtidos de extratos vegetais. Trata-se da linha Eco, tecnologia que pretende revolucionar o mercado nesse setor em aplicações destinadas a metais/borrachas, e que representa alternativa viável ao emprego de adesivos em base solvente, formulados com tolueno, xileno, MEK e MIBK.

EVONIK

A líder mundial em especialidades químicas, caracterizada por uma grande e diversificada oferta de matérias-primas, destaca na Expobor 2008 negros-de-fumo, sílicas e silanos. Única a oferecer essas três categorias de produtos, considerados os principais agentes reforçantes para a fabricação de pneus verdes (green tires), a empresa, impulsionada pela crescente demanda de pneumáticos, finalizou em 2007 a expansão na produção de negros-de-fumo na fábrica de Paulínia-SP. Construída em bases tecnológicas modernas, essa unidade, com capacidade atual para 100 mil toneladas/ano, é considerada modelo para o segmento, até mesmo pela utilização dos mais sofisticados sistemas para controle eletrônico de processos, para assegurar qualidade e eficiência na produção, bem como proteção ao meio ambiente.

Como segunda maior produtora mundial de negros-de-fumo, amplamente utilizados na fabricação de pneus, artefatos de borracha, solados, cabos de alta voltagem, guarnições, perfis, mangueiras, correias e esteiras, incluindo usos como pigmentos pretos nas indústrias de plásticos, tintas gráficas e tintas em geral, a empresa também comunicará ao público a atuação global de suas 18 fábricas de negros-de-fumo espalhadas pelo mundo: cinco delas nos Estados Unidos, duas na Alemanha e na Coréia do Sul, além de unidades na África do Sul, França, Itália, Holanda, Suécia, China, Portugal, Polônia e Brasil.

FRAGON

No rol dos maiores distribuidores de produtos para as indústrias da borracha, a empresa apresenta grande variedade de matérias-primas fabricadas por seus parceiros, que oferecem ao mercado marcas conceituadas com o objetivo de atender às necessidadesdos mais diversos segmentos de produção de artefatos, calçados, pneus e plásticos.

Plástico Moderno, Expobor - Mostra abre as portas com auspiciosas previsões de crescimento para o setor
Geromaq expõe a extrusora Freudenberger

GEROMAQ

Vários lançamentos interessantes foram programados pela empresa. Um deles é a extrusora para borrachas Freudenberger, equipamento capaz de ajustar-se automaticamente aos diferentes materiais, graças ao novo sistema DeSO, dispensando a troca de roscas. Na área de injetoras de borracha, será destacado equipamento da Maplan, com sistema Fi-Fo e novos programas de controle da produção. Da Gerlach, serão apresentados túneis de vulcanização de alto desempenho, providos de pré-choque, microondas e ar quente e com capacidade de produção até 52 metros por minuto, muito superior, portanto, aos 12 metros por minuto oferecidos pelos equipamentos convencionais. Da NorMec, poderão ser conferidas máquinas para emenda de perfis de borracha, TPE e PE. Da Conceptromec, será apresentada máquina de alta produção, voltada à furação e colocação de clips plásticos ou metálicos em peças extrudadas. Da Pixrgus, máquinas especiais para controle óptico superficial e dimensional para peças extrudadas. Também se inclui no alvo das apresentações sistema de gerenciamento químico para borrachas (SGQ 8.0), tecnologia de ponta desenvolvida pela própria Geromaq para manter planos de produção com total precisão, promovendo a eliminação total dos riscos de contaminação.

GIENEX

Os maiores destaques na exposição estarão direcionados aos antiaderentes para mantas de borracha Ruberzol 97 e Moldezol 44. Ambos foram concebidos para utilização em processos intermediários de preparação dos compostos de borracha, não aflorando após a vulcanização, mas formando um filme resistente, de secagem rápida, impedindo a aderência entre as mantas de borracha durante a armazenagem. Fundada em 1954, a Gienex transferiu a fabricação desses produtos para a Ocean Indústria Química, empresa criada em 2007 especialmente para fabricar todas as linhas de produtos da Gienex, incluindo produtos especiais para terceiros.

IPIRANGA QUÍMICA

A maior distribuidora de produtos químicos do mercado brasileiro, como é considerada, destaca na mostra aditivos, ceras, químicos intermediários, especialidades químicas, óleos minerais plastificantes, borrachas termoplásticas da marca Santoprene, solventes, entre outras categorias de produtos de um amplo portfólio de soluções voltadas aos mercados de artefatos de borracha, pneus, recauchutagem, fios, cabos e artefatos de látex. A maior atração, porém, poderá ser conferida pelo público na apresentação da nova linha de óleos plastificantes ecologicamente corretos, direcionada principalmente para o mercado de pneus e que atende, sob todos os aspectos, às novas exigências européias que entrarão em vigor a partir de 2010. Trata-se da linha NBS de óleos plastificantes, formulada para oferecer às indústrias a possibilidade de se antecipar às exigências futuras, adequando desde já sua produção de acordo com as regulamentações elaboradas na Comunidade Européia com o objetivo de diminuir a utilização de compostos nocivos à saúde e ao meio ambiente. Apresentando alta compatibilidade com elastômeros e desempenho comprovado em produções já realizadas, os novos óleos plastificantes estão em sintonia com as exigências que irão recair sobre todo e qualquer pneu a ser utilizado em território europeu, a partir de 2010, relativas à obrigatoriedade de atender às normas definidas pela European Tyre and Rubber Manufacturer’s Association (ETRMA).

Plástico Moderno, Expobor - Mostra abre as portas com auspiciosas previsões de crescimento para o setor
Entre as inovações, a JMB mostra sistemas com vasos de pressão

JMB ZEPPELIN

Novas tecnologias automatizadas para a movimentação de matérias-primas como negros-de-fumo, óxidos de zinco, sílicas, enxofres, caulins, antioxidantes, óleos aromáticos, aceleradores, entre outras, incluindo a tecnologia exclusiva de transporte em fase densa (over-flow), implementada por sistemas inteligentes, são alguns dos destaques nesse estande. Entre as inovações deverão ser apresentadas válvulas rotativas, soluções com vasos de pressão, boosters, tubulações especiais contra degradações, válvulas de desvio, reservatórios especiais, calhas, cones com fluidização, coletores de amostra, balanças de alta precisão, sistemas de pesagem e injeção de líquidos com válvulas providas de dupla dosagem, balanças com aquecimento e bombas de alta pressão. Os visitantes ainda poderão conhecer novos conceitos e aplicações de estações de descarregamento de big-bags com sistema de filtro dedicado, para impedir a emissão de eventuais finos para o ambiente, sistemas de controle integrados, sistemas de supervisão e de alimentação, incluindo serviços de instalação, start-ups assistidos, treinamentos, assistência técnica e demais tecnologias oferecidas para movimentação, armazenagem, dosagem, pesagem e injeção de matérias-primas para a fabricação de borrachas.

LANXESS

Várias inovações contemplam as áreas de produtos químicos para borrachas, borrachas técnicas e borrachas de polibutadieno. Na área de químicos, os destaques ficarão por conta do agente de vulcanização anti-reversão aplicável em NR, IR, SBR, BR e blendas (Vulcuren), incluindo o aditivo para compostos altamente carregados com sílica, com o objetivo de reduzir a viscosidade para facilitar o processamento, sem afetar a densidade e a dureza (Sílica Additive 9202); e dos promotores de adesão entre borrachas/tecidos, borrachas/metais em base resorcionol e formaldeído (Cohedur), aplicáveis em todos os tipos de borracha (exceto silicones) por meio de sistema Resorcinol + Formaldeído + Sílica (RFS). Na área de borrachas técnicas, novos grades de Therban com 50% de ACN somam-se aos novos grades de baixa viscosidade para injeção (Therban AT) e ao novo grade de borracha nitrílica carboxilada com excelente processabilidade para revestir cilindros (Krynac X 741 VP), incluindo também entre os destaques o novo grade de alta viscosidade para compostos de baixa dureza (Therban C 3669VP). Outro material que deverá atrair o interesse do público é um estireno-butadieno em solução (SSBR), denominado PBR 4003, ainda em fase de finalização, mas que já apresentou excelentes propriedades dinâmicas em compostos de sílica e compostos com negros-de-fumo.

LORD

Especializada na fabricação de adesivos, primers, vernizes e revestimentos (coatings) à base de água, epóxi, acrílico e poliuretano, a subsidiária da norte-americana Lord Corporation, com pólo industrial em Jundiaí-SP, destacará vários produtos durante a exposição. Entre eles estão os adesivos e primers Lord Chemlok. Utilizados para a colagem de elastômeros vulcanizados ou não em metais, encontram ampla gama de aplicações em autopeças, revestimentos para tanques, cilindros e máquinas, podendo ser fornecidos em base solvente ou em base água. Além de propiciar adesão às formulações de borrachas naturais (NR), borrachas de poliisopreno (IR), borrachas de estireno-butadieno (SBR), de polibutadieno (BR), de policloropreno (CR), nitrílicas (NBR), butílicas (IIR) e EPDM a metais com superfícies tratadas ou não, oferecem também excelente adesão a metais fosfatizados. Também integram os destaques os adesivos usados nos processos de flocagem (Lord Flocklok) para adesão de fibras de poliéster e poliamida (náilons) a borrachas de estireno-butadieno (SBR), nitrílicas (NBR), borrachas de policloropreno (CR), EPDM, entre outros elastômeros. Em base poliuretano, podem ser aplicados sobre elastômeros vulcanizados ou não, e também sobre elastômeros termoplásticos com o auxílio de primers.

Na área de coatings, três produtos compõem os principais destaques: Lord HPC, Lord Autoseal e Lord Metaljacket. Lord HPC é um revestimento de alto desempenho, que alcança 600% de alongamento, e que, ao ser aplicado nas partes externas dos elastômeros, torna as peças finais altamente resistentes ao ataque de fluidos, ozônio e ao calor. Lord Autoseal é um coating utilizado na indústria automotiva e também em outras áreas industriais. Em base água, é ambientalmente amigável, apresentando baixos níveis de compostos voláteis orgânicos (voc), sendo amplamente aplicado no acabamento de peças de borrachas para vedação, garantindo alta durabilidade, redução de ruídos e propriedades antideslizamento. Já Lord Metaljacket trata-se de coating em base água que assegura excelente proteção anticorrosiva aos materiais ferrosos, seja como preparação da superfície metálica para a adesão da borracha ao metal ou para controle de corrosão.

Plástico Moderno, Expobor - Mostra abre as portas com auspiciosas previsões de crescimento para o setor
Expositor destaca durômetro Shore A

MAINARD

Há duas décadas fabricando medidores de espessura e durômetros Shore, atualmente apresentados em cinco modelos, utilizados para ensaios de dureza em diversos tipos de borracha e plásticos, seja em campo ou em laboratórios, a empresa destaca ao público o durômetro Shore A. Trata-se de equipamento para ensaiar a dureza de borrachas em geral, elastômeros, plásticos macios, pneus, bandagens, cilindros de impressão gráfica, mangueiras, entre outros materiais abaixo de 20 Shore D, produzido de acordo com a norma ASTM 2240 e fornecido com certificado de calibração. Os ensaios de dureza, segundo ressaltou o fabricante, também podem ser realizados com o auxílio de um suporte (modelo MSD 400, manual, sem temporizador e modelo MSD 300, manual, com temporizador), conforme o tipo de durômetro a ser utilizado. Para durômetros Shore A, a massa padrão é de 1 kg, sendo o uso do suporte recomendado para medições em série, para garantir a mais perfeita uniformidade nos ensaios. Além dos equipamentos, a empresa também presta serviços de assistência técnica, calibra e conserta durômetros Shore de quaisquer marcas ou modelos, emitindo certificados conforme normas ISO 9000, com padrões rastreáveis pela Rede Brasileira de Calibração (RBC).

MARK FLEX

A empresa, 100% nacional, apresenta ao público máquinas injetoras para borrachas fabricadas no Brasil e com tecnologia avançada. Com capacidade para atender os mercados interno e externo, a oferta inclui sistemas de câmaras frias, moldes para injeção e compressão, dispositivos de segurança para máquinas, softwares de última geração, entre outras tecnologias fundamentais ao bom desempenho da produção no setor.

MINERAÇÃO SÃO JUDAS

Especialmente para o setor da borracha, a empresa desenvolveu um carbonato extremamente branco, com partículas em torno de 2 micras de diâmetro em média, porém, com alta superfície específica (cerca de 25 m²/g medido em BET) e baixa densidade aparente (0,6 g /cm3). Denominado DTSPM-38, o novo aditivo mineral possui características físico-químicas próximas àquelas dos carbonatos de cálcio precipitados, motivo pelo qual pode substitui-los na fabricação de borrachas com grande economia de custos e alto desempenho técnico.

Plástico Moderno, Expobor - Mostra abre as portas com auspiciosas previsões de crescimento para o setor
Nynas oferece aditivos para pneus

NYNAS

Com oferta global de ampla linha de produtos para atender às necessidades dos fabricantes de pneus e de elastômeros em diferentes regiões do mundo, a empresa destaca ao público os benefícios dos óleos plastificantes naftênicos principalmente em face da regulamentação européia, que prevê a total descontinuidade no uso dos extratos aromáticos como extensores na indústria de pneus. A ótima compatibilidade com os elastômeros, o cumprimento integral de todos os critérios relacionados com a segurança, a saúde e o meio ambiente, estabelecidos pela diretiva da União Européia, além da disponibilidade dos óleos minerais naftênicos são alguns atrativos para atualizar a produção no setor e torná-la mais eficiente de acordo com as novas regulamentações ambientais.

ORBYS

Em fase inicial de industrialização, os nanocompósitos poliméricos de argila e látex de borracha natural da marca Imbrik, desenvolvidos por essa empresa em convênio de cooperação técnica firmado com a Universidade de Campinas, a Unicamp, estarão no alvo das apresentações nesse estande com o objetivo de buscar aplicações industriais inovadoras e de baixo impacto ambiental. Para desenvolver tais nanocompósitos, a empresa utilizou argilas do tipo montmorilonita, constituídas de lâminas de cerca de um nanômetro de espessura e cuja tecnologia consiste na separação dessas lâminas e sua dispersão no polímero, modificando sua estrutura. Assim obtidos, os nanocompósitos adquirem propriedades mecânicas, químicas, térmicas e elétricas, além de barreira a gases e propriedades antichama, diferenciadas do polímero original, as quais permitem aplicações de alta exigência quanto ao desempenho. Bolas esportivas, fios elásticos, solados, molas ferroviárias, coxins e compostos de borracha são algumas aplicações desses nanocompósitos que já vêm sendo testadas por indústrias.

Plástico Moderno, Expobor - Mostra abre as portas com auspiciosas previsões de crescimento para o setor
Nova série DMA+ executa análises mecânico-dinâmicas Injetora V9 atinge pressão de 1.560 bar

POLIMATE

Um dos pontos altos da apresentação dessa empresa está no lançamento no Brasil da linha de equipamentos para análises mecânico-dinâmicas, denominada DMA+. Fabricada na França pela Metravib, a série DMA+ oferece equipamentos na faixa de freqüência 1E-5 Hz até 200 Hz, opcionalmente até 1 kHz, com força máxima de 100 N, 150 N ou 450 N, elongação de 0,001% até 300%, deslocamento de +/- 6.000 um, e faixa de temperatura de testes de -150ºC até 450ºC, permitindo a análise de corpos de prova de alta rigidez e com geometrias representativas da estrutura dos materiais. Reconhecido como equipamento de importância fundamental na indústria de pneus, o DMA+ propicia a análise do comportamento mecânico dos elastômeros sob várias condições de tensão/elongação estáticas, tensão/elongação mecânicas, freqüência, temperatura, tempo etc. Outro equipamento em destaque é representado pela nova versão do Dispergrader. Comercializado com exclusividade no mercado brasileiro, e fabricado pela Tech Pro, caracterizada pela oferta de ampla linha de viscosímetros Mooney, reômetros ODR, MDR e de processabilidade, o novo equipamento mede a dispersão de cargas em compostos de borracha, fornecendo resultados repetitivos e precisos em apenas alguns minutos decorrentes das análises realizadas em borrachas vulcanizadas ou não, utilizando método de luz refletida. Por intermédio de um processador digital de imagens, o equipamento determina automaticamente as taxas de dispersão, distribuição de carga e tamanho dos aglomerados. A Polimate também comunica ao mercado ter ampliado suas parcerias, ao firmar contrato de representação com uma nova empresa focada na fabricação de equipamentos para a realização de testes em elastômeros. Trata-se da Elastocon, da Suécia, que possibilita ofertar ao setor um sistema de relaxação para medições contínuas por tração ou compressão, fogging tester, teste Gehman, testes de temperatura de retração, fornos de envelhecimento, entre outros equipamentos.

Plástico Moderno, Expobor - Mostra abre as portas com auspiciosas previsões de crescimento para o setor
Injetora V9 atinge pressão de 1.560 bar

PROGOMME

Pela terceira vez participando da Expobor, a empresa destaca alternativas para substituir sistemas de vulcanização geradores de nitrosaminas por sistemas não geradores dessas substâncias na produção de artefatos de NBR. O tema será abordado em palestra pelo diretor-presidente da companhia, Shirochi Itami, constante da programação do 12º. Congresso Brasileiro de Tecnologia da Borracha. No estande, o público poderá acompanhar a exposição das linhas de aceleradores convencionais e especiais, doadores de enxofre, agentes de reticulação, entre outros, destacando-se o lançamento de aceleradores e doadores de enxofre para sistemas de vulcanização livres de nitrosaminas e do pré-disperso Progosperso.

REP

A Rep, da França, apresenta ao público duas injetoras de borracha. A primeira, denominada V29, representa tecnologia de última geração (G9) e tem por características 502 kN de força de fechamento, platôs na dimensão de 300 mm x 300 mm, volume de injeção de 125 cm3 e pressão de injeção de 1560 bar. A segunda máquina representa uma alternativa tecnológica de mais baixo custo resultante de parceria firmada com a Tung Yu, de Taiwan. Trata-se da injetora RTIP250Y20, tendo por características 2.500 kN de força de fechamento, platôs de 570 mm x 630 mm, volume de injeção de 2.000 cm3, pressão de injeção de 1.500 bar e automação Omron. Outro destaque está na apresentação de tecnologia revolucionária no campo da injeção das borrachas, denominada Turbocure, e que permitirá aos transformadores reduzir em 50% o tempo de vulcanização.

RETILOX

A empresa lança novos agentes de crosslinking de última geração. Direcionados a rotomoldagens, modificação do polipropileno, crosslinking do PVC, também atuam como agentes de fluxo para injetados em geral. Em rotomoldagens (Retilox Rotomold), melhoram a resistência ao impacto, a resistência térmica e a impermeabilidade. Como modificadores (Retilox DHBP 45 PP e Retilox Bis 20 PP), reduzem o melt index, permitindo que as resinas de sopro sejam utilizadas na injeção, reduzindo a densidade. No crosslinking do PVC (Reticross PVC), melhoram a resistência à abrasão, diminuem a densidade, potencializam as cores e o fechamento das células no PVC expandido. Como agentes de acabamento, os novos agentes anti-refluxo (Retiazo Inject) melhoram o acabamento de peças injetadas, eliminando o refluxo dos artefatos.

RHODIA

A empresa reservou para a feira o lançamento da linha de produtos Zeosil Premium. Trata-se de nova geração de sílicas de alto desempenho e dispersabilidade voltadas à produção de pneus que propiciam menor consumo de combustíveis, reduzindo as emissões de CO2 na atmosfera. Resultante de estudos realizados pelo grupo no campo das sínteses das sílicas precipitadas e que demandaram oito anos de pesquisas, a nova tecnologia representa avanços para o meio ambiente e para o desempenho dos pneus, proporcionando maior produtividade para os fabricantes do setor. A estrutura original de Zeosil Premium confere à sílica excelente dispersabilidade, facilitando as misturas na matriz das borrachas, melhorando o comportamento dos pneus, diminuindo sua resistência ao rolamento. Também serão destacadas no evento sílicas utilizadas nos mercados de artefatos técnicos de borracha e de calçados, nos quais a Rhodia Silcea mantém forte presença em toda a região da América Latina. Considerada uma das maiores produtoras mundiais de sílicas, a empresa possui sete plantas industriais no mundo, duas delas na América do Sul, além de uma dezena de laboratórios específicos para os segmentos de mercado que aplicam o produto.

SI GROUP CRIOS

A nova denominação da Schenectady Crios, passando para Si Group Crios, empresa do grupo Schenectady International Inc., com presença global na produção de resinas fenólicas, alquil-fenólicas, furânicas, uréicas, melamínicas, acrílicas, terpeno-fenólicas, resorcínicas, ésteres de colôfonia, colôfonias modificadas, plastificantes resinosos e pós de moldagem fenólicos de alta tecnologia, terá destaque na programação. Responsável por duas fábricas no interior paulista, uma em Rio Claro e outra em Atibaia, a empresa revela sua forte presença em vários segmentos de mercado, desenvolvendo polímeros e resinas principalmente para compostos de borracha. As resinas alquil-fenólicas, também denominadas resinas tackifiers, são largamente utilizadas na produção e reforma de pneus, bem como promovem a vulcanização em elastômeros, atuando também como resinas plastificantes, antioxidantes e resinas promotoras de aderência. Já as resinas fenólicas reforçantes também cumprem papel importante na produção do setor, promovendo reforço e melhorias nas propriedades finais dos artefatos de borracha e pneus.

SOLVAY SOLEXIS

Reconhecida mundialmente por suas inovações, a empresa apresenta nova classe de fluorelastômeros resistentes à baixa temperatura e com excelente resistência química. Trata-se do Tecnoflon VPL, produto cujas demais características e propriedades serão apresentadas em detalhes durante a Expobor 2008. Além da novidade, também serão destacados diversos tipos de fluorelastômeros e perfluorelastômeros da marca Tecnoflon, utilizados nas indústrias petrolíferas.

SPP RESINAS

Há 24 anos atuando no mercado de distribuição de resinas, borrachas e aditivos, a empresa divulga dezenas de matérias-primas e produtos fabricados pelas principais petroquímicas do país como PP, PEAD, PEBDL, PEBD, EVA e PS, além de especialidades como os copoliésteres e celulósicos da Eastman, borrachas sintéticas da Petroflex, borrachas termoplásticas (TR) da Kraton, negros-de-fumo e masterbatches da Cabot, aditivos para borrachas da Proquitec, concentrados de aditivos para plásticos da Sabic, incluindo as novas linhas de produtos da Recibras como borrachas regeneradas e pós de pneus, além de borrachas naturais e dióxidos de titânio.

UNIPAR COMERCIAL

O amplo portfólio da empresa, abrangendo elastômeros, negros-de-fumo, enxofre, sílicas, plastificantes, EVA, aceleradores, silicones e resinas hidrocarbônicas, de representadas como BlueStar Silicones, Enro, Evonik, Petroflex, RCN, Petroquímica União e Polietilenos União, será destacado aos visitantes, bem como toda a linha de polímeros – PEAD, PEBD, PEBDL, PP e PS – das grandes petroquímicas nacionais, integrantes do grupo Unipar.

ZANAFLEX

Dedicada ao desenvolvimento e produção de compostos de borracha coloridos e pretos e também à fabricação de protetores de câmara de ar em atendimento aos mercados fornecedores de equipamentos originais e de reposição, a empresa celebra quarenta anos de atividades neste ano e divulga ao mercado os principais investimentos realizados na fábrica e no laboratório instalados em Cotia-SP, nos quais introduziu um sistema de pesagem automática de negros-de-fumo e de sílicas por fase densa, ampliou as instalações industriais e reestruturou todo o layout da área de produção, aumentando sua capacidade de mistura de compostos, e ainda instalou um sistema de automação para o controle das misturas.

ZEON DO BRASIL

Lançamentos e produtos de linha de alto desempenho estarão entre os destaques. Entre as principais novidades: o novo polímero HNBR – Zetpol ZPT-136, formulado com base em sistema de cura com amina, e que confere menor deformação à compressão, sendo indicado principalmente para artigos com seção transversal fina. O’rings coloridos, à base do novo polímero e carregados com sílicas, apresentaram excepcional resistência à deformação, sem prejuízo das propriedades originais como flexibilidade à baixa temperatura e resistência a óleos. Também integrando o rol dos mais recentes lançamentos, está HyTemp AR214, para mangueiras de óleo e de transmissão para motores que requerem alta resistência a óleos e ao calor, e que propicia ampla gama de temperaturas de serviço, desde -40ºC até 160ºC, encontrando indicações para processos de extrusão e injeção.

Outras inovações estão na linha de HyTemp ACMs para altas temperaturas e aplicações mais exigentes. HyTemp AR212HR, por exemplo, resiste a temperaturas contínuas de 180ºC e intermitentes até 200ºC, além de apresentar maior scorch, melhorando, assim, o processo de extrusão, sendo desenvolvido especialmente para mangueiras de ar para turbocompressor. HyTemp AR12 oferece alta resistência à deformação por compressão e retenção das propriedades físicas e selantes a longo prazo, qualidades necessárias para gaxetas e juntas automotivas. HyTemp AR13FR foi desenvolvido para juntas e gaxetas de motor e transmissão, apresentando elevada resistência a combustíveis. Com faixa de temperatura de serviço desde -30ºC até 160ºC, combina a resistência ao calor de um ACM com a resistência a combustíveis próxima à do NBR.

Já a linha Zetpol HNBR, também em destaque na feira, apresenta maior resistência ao calor, aos vapores de gasolina e ao ozônio, mantendo suas características em faixas de temperatura que vão de -40ºC até 160ºC, encontrando indicações de uso para vedações, mangueiras e correias. Também foram incluídos como destaques os elastômeros da linha Hydrin (CO/ECO/GECO). Poliepicloridrinas apresentam excelente balanço de propriedades para aplicações automotivas. O homopolímero Hydrin H (CO) é mais impermeável a gases e ao ar, enquanto o copolímero Hydrin C (ECO) e o terpolímero Hydrin T (GECO) apresentam propriedades estático-dissipativas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios