Empresa italiana lança novos compostos no País

Subsidiária da tradicional fabricante européia de compostos termoplásticos especiais, sediada na Itália, a Lati Termoplásticos do Brasil Ltda. anuncia o lançamento no mercado sul-americano do Latigray, um composto com barreira aos raios X, e do Latigloss, com alto teor de fibra de vidro e bom acabamento superficial. O primeiro beneficia em particular a área médica, por sua proteção às ondas deletérias. O outro atende aplicações que querem a associação de alto desempenho mecânico e superfícies bem-acabadas. Os compostos Latigray são produzidos com fibras capazes de conferir excelente barreira à radiação e se destinam ao processo de injeção de peças de proteção. Chamados de radiopacos, esses produtos têm por resinas bases o polipropileno, a poliamida e outros polímeros de alto desempenho, como o polissulfeto de fenileno e o poliéter-éter-cetona. A barreira aos raios nocivos é obtida com a incorporação de fibras de cerâmica, óxidos de metal, filtros minerais e metais ecoeficientes como tungstênio. A opacidade aos raios X assegura efeito de blindagem comparável ao chumbo e a outros metais, informa o fabricante.

Por seu domínio técnico no processo por injeção, a Lati oferece esses compostos para moldagem de peças com geometrias especiais. Segundo o fabricante, as características de proteção do composto podem ter os efeitos de blindagem otimizados de acordo com as necessidades por meio de seleção do tipo e concentração de reforço adicionada à matriz termoplástica. Desse modo, a empresa pode produzir compostos opacos de raios X com cargas minerais especiais e cerâmicas, até grades com fibras de aço ou tungstênio, de barreira total. De acordo com o tipo de reforço, os compostos podem ser coloridos e otimizados em suas propriedades mecânicas e térmicas. Conforme informações da Lati, é possível atingir a mesma eficiência e contraste em espessuras similares àquela da mesma peça fabricada em metal, sem a necessidade de su-
perdimensionamento ou grandes modificações de design e engenharia. O processo de injeção é o mesmo das resinas reforçadas convencionais e não requer ferramentais diferenciados.

A família Latigloss, com bases de poliamida 6 e 6.6, chega ao mercado com a proposta de assegurar excelentes propriedades mecânicas aliadas a resultados estéticos que outros compostos disponíveis no mercado são incapazes de oferecer. Segundo o fabricante, a superfície das peças injetadas com o composto é polida, brilhante e homogênea, sem qualquer resquício dos reforços de fibra. A novidade proporciona redução de custos com processos de acabamento como pintura e abre campo para novas aplicações.                                                                  M. A. S. R.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios