Plástico

Combinação de materiais amplia oportunidades em aplicações sofisticadas

Jose Paulo Sant Anna
30 de maio de 2018
    -(reset)+

    Portfólio variado – Uma das gigantes mundiais da química preocupada em oferecer soluções para esse nicho de mercado é a Basf. “O mercado de embalagens flexíveis da América do Sul é extremamente estratégico para a empresa”, resume Henrique Fonseca de Oliveira, gerente de marketing de químicos industriais para a América do Sul. Há três áreas de negócios da multinacional que fornecem matérias-primas para o segmento de embalagens flexíveis, as de químicos industriais (poliamidas), aditivos para plásticos, e dispersões e resinas para embalagens.

    No campo de químicos industriais, a empresa oferece extensa variedade de grades de poliamidas para atender os transformadores do segmento. A linha é formada por homopolímeros e copolímeros de diferentes viscosidades e/ou enriquecidas com aditivos. Nesse contexto estão as linhas Ultramid B, Ultramid C e a novíssima linha Ultramid F Flex. “São produtos aplicados na produção de filmes para embalagens de alimentos frescos e processados, que proporcionam resistência mecânica e barreira contra oxigênio e aromas, propriedades relevantes para o aumento da vida de prateleira dos produtos”, ressalta Oliveira.

    Entre as formulações mais recentes, destaque para o Ultramid C37LC e o Ultramid Flex F38L, ambas copoliamidas voltadas para os mercados de termoformação e extrusão de filmes de alto desempenho. Por se tratar de um material de menor cristalinidade, maior maciez e menor ponto de fusão (o menor entre os copolímeros tradicionais), o Ultramid C37LC é indicado para filmes termoformados, por seu menor encanoamento, maior flexibilidade e melhores propriedades óticas. Ele elimina a tradicional adição de poliamida amorfa. Também pode ser aproveitado em embalagens termoencolhíveis, principalmente por sua maior razão de encolhimento. “O Ultramid Flex F38L proporciona alta razão de encolhimento e alta permeabilidade ao CO2, importante para a maturação de produtos específicos, como alguns tipos especiais de queijos”.

    Nas linhas de aditivos, a Basf produz estabilizantes de processo e estabilizantes à luz com as marcas Chimassorb 2020, Tinuvin 783, Tinuvin 326, Irganox e Irgafos. “São produtos que oferecem proteção contra exposição prolongada à luz UV e variação de temperatura, entre outros fatores de desgaste, proporcionando resistência ao envelhecimento, durabilidade e proteção ao conteúdo da embalagem”, explica José Capozzi, gerente de negócios de aditivos para plástico. A Basf também conta com linhas de aditivos voltados para proteger o filme do amarelamento e do pinking, a coloração rosa que pode ocorrer quando as bobinas estão armazenadas no estoque.

    No campo das dispersões e resinas para embalagens, as resinas base água Joncryl e Epotal surgem como opções mais sustentáveis para algumas aplicações. “A Joncryl FLX, indicada para a produção de tintas/vernizes, pode ser aplicada em impressões reversas ou de superfície, garantindo a mesma qualidade e produtividade do sistema convencional”, explica Bruna Inamassu Ruffo, gerente de marketing de dispersões para Packaging & Fiber Bonding para a América do Sul. Recém-lançado, o grade Joncryl FLX 5220 se baseia em dispersão híbrida de poliuretano e poliacrilato, e garante boa impressão em embalagens laminadas de médio e alto desempenho, como as de café, salgadinhos e molhos de tomate, por exemplo.

    A linha Epotal CF é formada por adesivos de laminação aplicados em filmes flexíveis (PE, BOPP, PET e outros). “A linha entrega soluções que permitem a imediata laminação no sistema, não é necessário tempo de cura, o que aumenta a produtividade. É ideal para qualquer tipo de estrutura de embalagens de alto, médio e baixo desempenho”.

    Com base solvente, os produtos Versamud PUR são resinas poliuretânicas voltadas para a produção de tintas e vernizes. Podem ser encontradas e aplicadas em bolsas, embalagens de salgadinhos, biscoitos, café e outras. Nessa linha, a grande novidade é formulação Versamid PUR 2110, resina poliuretânica em sistema 100%. “Ela não necessita ter compatibilidade com nitrocelulose. Sua principal aplicação é para embalagens retort com estruturas de polipropileno, poliéster e filmes de náilon”.

    Poliamidas – Multinacional de origem japonesa, a UBE fornece produtos químicos para vários segmentos da indústria, entre eles poliamidas com aplicações nesse segmento do mercado. “Na América do Sul vemos um grande crescimento do setor de embalagens flexíveis, o que pode ser observado pelas aquisições de empresas locais por grandes conglomerados internacionais, casos da Amcor, empresa australiana que investiu na Argentina, Peru, Brasil e Chile”, informa Daniel Hernandes, executivo de vendas para América Latina.

    Plástico Moderno, Hernandes: América do Sul registra avanço de flexíveis

    Hernandes: América do Sul registra avanço de flexíveis

    Nesse campo de trabalho, a UBE se especializou em soluções para o mercado de extrusão de filmes de média e alta barreira. De acordo com Hernandes, ela fornece diferentes grades de homopoliamidas, copoliamidas e terpoliamidas cujas características conferem propriedades importantes para determinadas aplicações. “Temos soluções para o mercado alimentício de pouches, tripas, termoencolhíveis, termoformados e bag-in-box, além de desenvolvimentos recentes em home care”.

    São matérias-primas indicadas para produtos que necessitam de proteção contra agentes externos (manuseio, superfícies cortantes/perfurantes, oxigênio), para maior apelo estético nos pontos de venda (brilho e transparência) e em embalagens que necessitam de melhorias na profundidade de termoformagem, taxa de encolhimento ou taxas de respiração, entre diversas outras características possíveis.

    Entre os lançamentos mais recentes, se encontra a terpoliamida 6434FD14, obtida a partir da polimerização de três diferentes monômeros, caprolactama, sal de náilon e laurolactama. Ela possibilita termoformados mais fundos, obtidos com menor gasto energético e maior resistência à perfuração, podendo ser usada, por exemplo, para bacon, carnes com ossos e frutos do mar. Outro produto recente e exclusivo no mercado é a copoliamida 5033FD8, resistente a altas temperaturas e umidade da autoclave. São ideais para produtos como molhos, papinhas de bebê, legumes e outros.

    Plástico Moderno, Baruque: novos grades de PA oferecem resistência aumentada

    Baruque: novos grades de PA oferecem resistência aumentada

    Poliamidas, parte II – A italiana Radici é outra empresa com forte atuação no mercado de poliamidas. “O setor de embalagens flexíveis é de grande importância para nós, fica atrás apenas dos segmentos automotivo e eletroeletrônico. Fornecemos para diversos clientes do setor, em especial para os do ramo alimentício, que utilizam filmes para embutidos”, revela Luis Baruque, gerente de marketing e desenvolvimento.

    A empresa oferece a família Radilon, especialmente desenvolvida para a fabricação e extrusão de filmes de embalagens alimentícias. Os produtos estão disponíveis em ampla variedade de viscosidade e velocidade de cristalização, inclusive na forma de copoliamidas com diferentes pontos de fusão. O objetivo é atender as diferentes necessidades do segmento. “Desenvolvemos produtos para clientes com requisições específicas de acordo com as propriedades do filme a ser extrudado ou coextrudado”. No caso dos coextrudados, as soluções estudadas levam em conta a fluidez dos outros polímeros presentes no processo.

    Entre as matérias primas vendidas para esse nicho se encontra o Radilon S 40 F 100 NAT, PA6 de alta viscosidade com maior rigidez e dureza, indicado para a extrusão de filmes para embutidos e tripas. Os grades Radilon CS34FL 100 NT e Radilon CS 38 FL 100 NT são copoliamidas 6/66 de média viscosidade, usadas na extrusão mono e multicamadas para massas, queijos, carnes e linguiças ou outros produtos que exijam filmes mais flexíveis.

    Entre os lançamentos mais recentes, destaques para as formulações Radilon CS 38TX 100 NT (copoliamida 6/66 de alta viscosidade para extrusão de filmes e coextrusão multicamadas com maior brilho e transparência), Radilon D 38 – PA 6.10 (extrusão e coextrusão de filmes com maior resistência ao rasgo, à punctura e menor absorção de umidade) e Radilon DT 38 (PA 6.12 de alta viscosidade, para filmes mono e multicamadas com maior resistência ao rasgo, à punctura e menor absorção de umidade). “Estes produtos são indicados embalagens onde existe necessidade de maior resistência ao rasgo”.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *