Chillers – Moldes embutem a preocupação com questões sustentáveis

A ideia de conciliar sustentabilidade à produção industrial conquistou definitivamente o setor de periféricos.

Chiller modular

A preocupação com a produção e a sustentabilidade do planeta também se faz presente nos projetos de engenharia da Mecalor, que introduziu tempos atrás em sua linha standard de chillers o uso de fluido refrigerante ecológico R-410A.

“Fomos pioneiros no uso desse fluido refrigerante em nossa linha de chillers”, declarou o gerente de vendas, Marcelo Zimmaro.

Ele informa que os equipamentos foram aprimorados com inovações como condensadores do tipo microcanal, altamente eficientes para suportar temperaturas ambientes até 40ºC e garantir maior durabilidade aos componentes, além de evaporadores a placas brasadas de aço inoxidável, e compressores scroll com tecnologia digital para controle de capacidade de zero a cem por cento.

Depois de lançar com grande sucesso o chiller modular para refrigeração de água, a ser utilizado em processos industriais de resfriamento de moldes de injeção e de sopro, bem como de resfriamento de água para controle da temperatura do óleo hidráulico de sistemas hidráulicos, a Mecalor colhe os resultados de mais uma inovação.

Divulgação
Marcelo Zimmaro – Mecalor

“O nosso chiller modular não precisa de reservatório e é fabricado em módulo compacto que ocupa área de 1 m2, com capacidade para refrigerar 90.000 kcal/hora, e podendo atender a produções até 400 kg/hora de diversos materiais plastificados”, informou o gerente.

Projetado para o uso do fluido refrigerante R-410A, que não agride a camada de ozônio, o chiller modular permite a instalação de módulos adicionais, sem alterar as instalações hidráulicas que já são dimensionadas prevendo futuras expansões.

Por contar com compressor digital autoajustável, esse periférico também economiza energia, permitindo controlar e ajustar a capacidade de refrigeração.

Uma evolução muito importante apresentada por esse periférico compacto e assinalada por Zimmaro é que o equipamento dispensa reservatório de água externo e possui bomba independente, alcançando temperatura máxima da água de condensação de 40ºC.

Fabricados em módulos compactos, tendo cada unidade capacidade para refrigerar até 90 mil kcal/hora, os novos chillers permitem aos usuários agregar um total de seis módulos ao sistema montado em estrutura de aço inoxidável, sem alterar as tubulações de água, ampliando, assim, a capacidade total de refrigeração para 540 mil kcal/hora numa única instalação, para poder atender às demandas de várias injetoras.

Com o chiller modular, só é preciso ampliar o sistema com a instalação de módulos adicionais para aumentar a produção.

Entre os dispositivos mais avançados, o novo periférico traz compressor digital para controle da rotação do compressor, IHM touchscreen para facilitar as operações e as manutenções, além de ter sua construção especialmente dimensionada para operar com o refrigerante R-410A, considerado atualmente o mais amigável ao meio ambiente.

Os equipamentos da Mecalor contam com central eletrônica com display IHM, interligada a um CLP, aptos a executar todas as funções de controle, revezamento de compressores, proteção e sinalização de operações e de falhas, e que fornecem informações que podem ser acessadas por meio de sistemas remotos.

A empresa fabrica unidades móveis de água gelada, chillers com condensação a água e a ar e minichillers, com tecnologias avançadas e capacidades de resfriamento de 3.000 kcal/hora até 5.000 kcal/hora. Mas, além do chiller modular ecológico da linha CHM e do drycooler modular, a empresa também destacou o estabilizador de temperatura ETZ.

As melhorias em prol da eficiência energética reduzem a necessidade de investimento em infraestrutura, aumentam a competitividade e diminuem as emissões de CO2 na atmosfera.

Ou seja, a eficiência energética tem efeito multiplicador sobre o setor produtivo e industrial e, por isso, encontra muitos adeptos, como o vice-presidente da Piovan do Brasil:

“A eficiência energética é uma ferramenta poderosa e eficaz para a redução de custos e para alcançarmos um futuro mais sustentável. Responsável por 30% de toda a energia utilizada globalmente, o setor industrial também responde por cerca de 40% das emissões globais de CO2 e, por isso, é tão importante oferecer soluções em periféricos altamente eficientes do ponto de vista energético, para não só aumentar a competitividade industrial, como também contribuir para o meio ambiente, reduzindo as emissões de carbono”, insiste Prado.

Com esses conceitos, a empresa vem destacando no mercado equipamentos capazes de reduzir as emissões de CO2. Um deles é o desumidificador de PET, denominado Genesys. Autorregulável, esse periférico permite aos transformadores reduzir o consumo energético na produção de transformados de PET, sejam pré-formas ou outros materiais.

“Só contando as máquinas Genesys instaladas até o momento, pudemos verificar que os novos sistemas proporcionaram uma economia da ordem de mais de 43.630 GW, o que equivale a uma redução de emissões de carbono de mais 21.414 kg por ano”, calculou o vice-presidente da Piovan do Brasil.

Em se tratando de chillers de alta performance, como os das linhas EcoSmart e PET Chiller, a economia proporcionada aos usuários, segundo comparou ele, é de mais de 60% no consumo de energia, comparativamente com as soluções convencionais em uso no mercado.

Com capacidade para acompanhar todas as variações de processo relacionadas com as necessidades de vazão e de pressão, promovendo autoajustes às condições requeridas pelas máquinas de transformação, tanto os desumidificadores Genesys como os chillers EcoSmart e PET Chiller são considerados periféricos de última geração e foram desenvolvidos para funcionamento contínuo.

“Ao se trabalhar com sistemas avançados como esses não há qualquer necessidade de intervenção de operadores. Assim, se um molde foi trocado, se a matéria-prima foi fornecida com mais ou menos umidade, se a temperatura do ambiente mudou, entre tantas outras variações que podem ocorrer, o sistema é capaz de ajustar automaticamente as vazões, capacidades, quantidades de ar etc.; e, ao final, otimizar o uso de energia”, explicou Prado.

Condição crítica

Especialmente concebido para processos com exigências extremamente críticas (como quando as variações de temperatura não podem ultrapassar sequer 1 grau C), o estabilizador de temperatura ETZ da Mecalor também atua como pressurizador (booster).

O novo desenvolvimento partiu da observação de que nem sempre as redes de água gelada que atendem as linhas de injetoras e sopradoras se mostram perfeitamente adequadas para processos que exigem alta vazão, além de temperatura e pressão estáveis, ocasionando oscilações indesejáveis.

Isso costuma ocorrer em operações com moldes multicavidades ou nas injeções de ciclo rápido, nas quais a diferença entre a temperatura de entrada e de saída do molde deve ser inferior a 2ºC, e também quando estão em operação várias injetoras, correndo-se o risco de a última delas ficar sem água.

Casos que serão solucionados, de acordo com os técnicos da Mecalor, pelo novo estabilizador, que evita o efeito dessas variações, propiciando o fornecimento de água gelada com alta vazão.

Drycooler em versão modular

“Estamos sempre pesquisando inovações tecnológicas que possam promover melhorias nos equipamentos e trazer benefícios para as indústrias que atuam no setor plástico e uma das mais recentes foi direcionada ao desenvolvimento de drycoolers modulares”, comentou Zimmaro.

Assim, o conceito de modularidade, que permite expansões futuras, também permeou as bases de desenvolvimento de um periférico para refrigeração de água, posicionado como um forte candidato a substituir as torres de resfriamento.

Na opinião de Zimmaro, o drycooler modular representa a solução perfeita para as indústrias enfrentarem o problema de escassez mundial de água e que pode afetar todos os processos que exigem a sua presença em estado limpo. Evita incrustações em trocadores de calor e também possibilita eliminar o despejo de água contaminada com os mais diversos produtos químicos, condutas de sustentabilidade que encontram receptividade cada vez maior por parte das empresas.

Divulgação
Equipamento Mecalor possui sistema inovador de umidificação e economiza 99% no uso de água

Concebido em módulos padronizados, cada qual com a capacidade de resfriamento de 100 kW, e com sistema inovador de umidificação, o novo drycooler promove 99% de economia no uso de água, podendo reunir, numa única linha, até dez módulos, somando capacidade total de resfriamento de 1.000 kW.

O drycooler modular resfria a água industrial por meio de trocador de calor aletado, operando em circuito fechado.

Seu funcionamento prevê o escoamento da água no interior dos tubos, e o ar ambiente, impulsionado por ventiladores, remove e dissipa o calor.

Considerado um sistema diferenciado, esse periférico garante temperatura controlada em qualquer situação climática de água de 35ºC, no máximo, para resfriar o trocador de calor do óleo hidráulico da injetora ou da sopradora, em substituição às torres de resfriamento.

“É o único sistema com eficiência de umidificação do ar de 80% que baixa a temperatura do ar para promover o resfriamento da água de processo”, explicou Zimmaro. Entre outras características, o diretor destacou que o novo drycooler é construído com gabinete de aço inoxidável, possui ventiladores de alto desempenho com velocidade variável, sendo fornecido com bombas, reservatório e painel de comando, além de painel remoto com tela touch screen.

Outro diferencial, segundo Zimmaro, está na existência de dois ventiladores em cada módulo. “Para maior eficiência energética, utilizamos um sistema de controle de rotação eletronicamente comutável, ou seja, um ventilador de corrente contínua, eletronicamente comutável, que dispensa o uso de inversor de frequência e que autoajusta a rotação em função da necessidade de processo”, concluiu Zimmaro.

 

Página anterior 1 2 3 4Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios