Brasilplast 2011 – O que há para ver na feira

TERMOCOLOR

Levará à mostra uma nova linha de produtos aditivados com ação antimicrobiana e novos masterbatches perolizados de alta performance, além de sua linha tradicional de masterbatches, aditivos, compostos, resinas tingidas e de beneficiamento de compostos e tingimento. O aditivo antimicrobiano tem função bacteriostática que evita o desenvolvimento de micro-organismos. Desenvolvido com a nanotecnologia da prata, o aditivo possui alta estabilidade a temperatura e está disponível para diversas aplicações, tais como em utilidades domésticas em geral, cutelaria, higiene pessoal, embalagens para laticínios e de cosméticos, e acessórios para banheiros, entre outras. Já a linha de masterbatches perolizados resiste a temperaturas de até 250ºC, sem perder a qualidade de dispersão e garantindo aplicação sem manchas ou oscilação de cores. A empresa foi certificada recentemente pelas normas NBR ISO 14001:2004, voltadas ao meio ambiente, e pela OHSAS 18001:2008, relacionada à saúde e à segurança no trabalho.

TICONA

Os visitantes poderão conhecer o amplo portfólio da empresa composto pelos polímeros MetaLX, disponíveis pelas famílias de produtos acetal copolímero (POM) marca Hostaform, PBT marca Celanex e TPC-ET marca Riteflex, os quais não geram poluentes químicos associados com pintura e revestimento, inclusive de metal; os compósitos termoplásticos (marca Celstran), para atender às necessidades de desempenho mecânico, térmico e químico dos clientes; o novo poliacetal de alta resistência HS 15 POM, dotado de elevada resistência química a fluidos agressivos, tais como a água quente e soluções alcalinas concentradas; a nova geração de poliacetais de alto impacto, que proporciona aumento de até 75% da resistência ao impacto e até 300% de resistência na linha de emenda; O PPS marca Fortron, que suporta temperatura de uso contínuo de até 240ºC e permite reduzir em até 50% o peso das peças, em comparação às metálicas.

TIDLANDPlástico Moderno, Brasilplast 2011 - O que há para ver na feira - Foto: Divulgação

Demonstrará dois tipos de eixos pneumáticos. O eixo diferencial modelo D4, projetado especialmente para o enrolamento de filmes plásticos, autoadesivos e outros materiais, em tubetes de 3 polegadas de diâmetro, diminui de modo considerável o tempo de setup da máquina, bem como as perdas de material. Permite o controle total da tensão de enrolamento, em virtude da capacidade de deslizamento monitorado de cada bobina cortada, eliminando a necessidade de repassá-las pela bobinadeira e o uso de “doctor machines”. O eixo expansivo Ultraleve, com 3 e 6 polegadas de diâmetro e 14 kg e 15 kg, é ergonômico e se apresenta como um recurso para facilitar o manuseio e proporcionar mais conforto aos operadores de máquinas, evitando problemas de dores na coluna. É empregado em rebobinadeiras, impressoras e laminadoras, entre outros equipamentos.

TRADECONNEX

Presente pela primeira vez na exposição, a empresa divulgará as resinas importadas de PE, PP, PVC, PS e PET que disponibiliza ao mercado brasileiro. Com escritórios em São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, além de manter uma base em Houston, nos Estados Unidos, conta com a parceira MFC Commodities GmbH, localizada na Áustria. Suas principais oportunidades estão centradas nos mercados dos Estados Unidos, Colômbia, Nigéria, Arábia Saudita, Irã, Coreia do Sul e China.

VALENTE MOAGEM

A empresa divulgará os serviços que presta há quase 26 anos às empresas de transformação de plásticos por sopro, injeção, extrusão e rotomoldagem, entre outros processos, e no segmento de moagem de termoplásticos. Será dado destaque à granulação de PE, PVC, PS, PET e ABS, bem como ao diferencial de atendimento da empresa embasado no uso de tecnologias avançadas e na disponibilidade de um moderno laboratório de controle de qualidade e análises dos materiais, cujo objetivo é atender às especificações técnicas de cada cliente.

VALMART

A empresa lançará a linha VM de máquinas automáticas para fabricação de sacos e sacolas plásticas, composta pelos modelos 1100, 900, 700 e 500, respectivamente, construídos com larguras máximas úteis de solda de 1.100, 900, 700 e 500 mm. Todos os modelos podem processar sacos com comprimentos de 50 a 5.000 mm e espessuras para solda lateral de 0,015 a 0,15 mm e espessuras para solda fundo de 0,06 a 0,50 mm. Os equipamentos atingem produções máximas de 250, 280, 300 e 300 ciclos/minuto e têm potências instaladas respectivas de 10, 9, 8 e 7 kW. O modelo VM 700 estará em exposição durante o evento.

Página anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios