Feiras e Eventos

Brasilplast 2011 – O que há para ver na feira

Plastico Moderno
4 de abril de 2011
    -(reset)+

    KRÜTH DO BRASIL

    A empresa colocará em exposição seus trabalhos de texturização, gravação e polimento. Em texturização, serão apresentados exemplos de texturas de couro e madeira, que modificam a aparência de produtos sintéticos, dando ao plástico um apelo “natural”, além de ajudar a minimizar os defeitos de moldagem como junta fria e marcas de fluxo, entre outros. Trabalhos envolvendo gravações de logotipos, marcas, datadores, identificadores, símbolos, desenhos etc., mesmo em superfícies irregulares, também serão apresentados. A expositora ainda levará à feira amostras de serviços de polimento, realizados com o uso de aparelhos de ultrassom, além de equipamentos convencionais, incluindo desde trabalhos simples, como remoção de marcas de usinagem ou erosão até polimentos espelhados com pastas diamantadas. Outro produto da empresa é o Porcerax II, um aço-ferramenta com poros de 3 a 7 µm e dureza de 39 HCR.

    KURZ

    Apresentará várias novidades, além das tradicionais fitas hot stamping metalizadas, pigmentadas e escovadas com centenas de padrões, cores e características técnicas diferentes. A empresa mostrará aos visitantes a linha Multitecc Laminates de filmes laminados com fitas de diversos padrões, os quais podem ser usados em IML (in mold labeling), com adesivos hot melt ou, ainda, com a utilização de fitas adesivas dupla face, abrindo novas possibilidades de aplicações que se estendem desde eletroeletrônicos, eletrodomésticos, utilidades domésticas até embalagens de cosméticos. Em paralelo, colocará em exposição o processo insert molding, tecnologia derivada do hot stamping que permite acabamento e decoração de superfícies em três dimensões, muito usada em aplicações no interior de automóveis. Outra novidade a ser conferida no estande será a máquina para gravação hot stamping de bisnagas com registro automático de posicionamento. De sua linha de hologramas para prevenir a falsificação de produtos, será apresentado o dispositivo óptico variável TrustSeal em sua mais recente versão, dotada de novos dispositivos de segurança.

    Plástico Moderno, Brasilplast 2011 - O que há para ver na feira - Foto: Divulgação

    Oriunda da linha de alta segurança (como a de cédulas e passaportes), a solução TrustSeal incorpora elementos visuais e de verificação pericial e oferece alta definição de cores e alto brilho, sob diferentes condições de iluminação. Vários dos elementos a serem apresentados não podem ser copiados ou imitados pela tecnologia holográfica convencional, o que aumenta de modo significativo a segurança na autenticação de um produto ou documento. Além desses lançamentos, a empresa exibirá novidades de cores e padrões da sua linha de fitas para acabamentos dos mais diversos produtos plásticos e exemplos de novas aplicações em peças automotivas, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, perfis, embalagens de cosméticos e embalagens flexíveis, entre outros, além dos ribbons e das fitas de codificação para impressão de dados variáveis.

    LANXESSPlástico Moderno, Brasilplast 2011 - O que há para ver na feira - Foto: Divulgação

    A companhia participará da feira com quatro de suas 13 unidades de negócios. A Inorganic Pigments (IPG) apresentará a linha de pigmentos (marca Bayferrox), voltados ao uso em embalagens e equipamentos plásticos em contato com alimentos e bebidas, bem como laminados e masterbatches, aplicados em produtos que necessitam ser moldados ou injetados. A linha encontra-se disponível nas cores vermelho, preto, amarelo, marrom e verde. A Functional Chemical (FCC) terá como destaque os corantes orgânicos, base solvente, para coloração de plásticos de engenharia sob a marca Macrolex, que apresentam fácil solubilidade, possuem aprovação para contato alimentício em diversos países e têm como principais usos a coloração de garrafas PET e bandejas de PS expandido (Isopor). Mostrará, também, as linhas de plastificantes isentos de ftalato e os agentes retardantes de chamas, próprios para aplicação em espumas de poliuretano e materiais termofixos. Já a RheinChemie (RCH), além de aditivos para poliuretanos, levará os produtos reticulantes Addolink e Addolink TT, este último à base de isocianato bloqueado que aumenta o grau de reticulação, melhorando a adesão entre PVC/PET e também para outros tipos de plásticos; e a linha de aditivos anti-hidrólise (marca Stabaxol), também empregados como “melhoradores” de propriedades mecânicas, modificador de viscosidade para PA6 e 6.6, além de controlador de peso molecular. A unidade Semi-Crystalline Products (SCP) focará sua participação em especial nas linhas de copoliamidas para filmes extrudados e nos retardantes de chama não halogenados.

    LUBRIZOL

    A linha de poliuretanos termoplásticos (TPU) da Lubrizol, comercializada sob a marca Estane, comparece à Brasilplast com novidades. Trata-se do Estane ZHF92AT3, introduzido na série de TPUs retardantes à chama não halogenados. Formulado para cobertura de cabos flexíveis, oferece um maior índice limite de oxigênio (Limiting Oxygen Index [LOI]), é UL = V0 e possui um LOI de 33%, comparado com um padrão de 25% de TPUs não halogenados típicos. O produto foi especialmente desenvolvido para atender às exigências do teste de chama mais severo UL 1061, mantendo sua tenacidade e flexibilidade, características particularmente importantes para a cobertura de cabos utilizados em aplicações de robótica e industriais. Esse novo grade de TPU também passa no teste UL 1061 para cabos com uma menor espessura de cobertura e diâmetros de cabos inferiores a 5 mm.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *