Feiras e Eventos

Brasilplast 2009 – Aditivos – Retomada dos negócios ancora busca incessante do mercado por fórmulas mais eficientes

Jose Paulo Sant Anna
15 de maio de 2009
    -(reset)+

    Outros produtos recentes da empresa foram citados por Lopes. “O agente clarificante Irgaclear XT 386 é usado com dosagem até doze vezes menor do que a dos produtos similares. Ele proporciona excelente transparência e várias outras propriedades”, informa. O aditivo Irgasurf SR 100, indicado para polipropileno/TPO, confere propriedades antirrisco e resistência mecânica. “Ele pode ser dosado diretamente durante a fase de injeção da peça”, explica.

    Valor agregado – A Cytec, gigante multinacional de origem norte-americana com várias plantas de especialidades químicas espalhadas mundo afora, inclusive no Brasil e América Latina, atua com força no mercado de aditivos. Neste nicho, a empresa fornece ao mercado fórmulas antioxidantes, antiestáticas e de proteção à luz ultravioleta.

    Plástico Moderno, Cássio Martins, gerente de vendas de aditivos para plásticos, Brasilplast 2009 - Aditivos - Retomada dos negócios ancora busca incessante do mercado por fórmulas mais eficientes

    Martins: foco é oferecer soluções

    Na feira, concentrou esforços para fazer propaganda de sua recente e bem-sucedida estratégia. “Temos procurado nos diferenciar dos concorrentes, sair do mercado de commodities. Estamos lançando produtos especializados de última geração, de custo/benefício superior e maior valor agregado”, informa Cássio Martins, gerente de vendas de aditivos para plásticos. A tática requer a união do conhecimento e da prestação de serviços. “Investimos em pesquisa para oferecer aos clientes soluções de problemas”, resume.

    Na feira, a Cytec priorizou a divulgação de lançamentos recentes. Um desses produtos é o Cyasorb THT, voltado para estender a vida útil do plástico. “Ele apresenta excelente custo/benefício em peças transformadas por rotomoldagem, extrusão, injeção ou sopro, caso de filmes agrícolas, peças para automóveis e embalagens de produtos alimentícios”, garante Martins.

    Outra linha mencionada foi a Cyasorb Cynergy Solutions, composta por fórmulas que reúnem de maneira simultânea características de vários aditivos. “Nos grãos desses produtos se encontram, ao mesmo tempo, propriedades antioxidantes, estabilizantes e absorvedoras de luz. Com seu uso, substituímos a adição de vários produtos por apenas um”, exalta o gerente de vendas. A linha é indicada para vários tipos de resinas em aplicações como produtos rotomoldados, tubos de polietileno, filmes agrícolas e peças injetadas para a indústria automobilística.

    Sensações – Um espaço no estande da Milliken Chemical, divisão especializada em aditivos para plásticos da multinacional de produtos químicos e têxteis Milliken & Company, foi batizada de “Sala das Sensações”. Decorado com as mais variadas amostras de peças, ele exemplificou as possibilidades de aplicação do polipropileno clarificado com os produtos fornecidos pela empresa, em especial os voltados para o segmento de embalagens. “Nesta sala foram realizadas mais de trinta reuniões com clientes diretos e indiretos. Eles puderam vivenciar os atributos proporcionados pela adição de nossos produtos nessa resina”, informa Claudia Kaari Sevo, gerente de desenvolvimento de mercado da empresa.

    Entre as “sensações” oferecidas pela empresa, a mais comentada ficou por conta da quarta geração dos clarificantes e maleantes Millad NX8000. O produto permite evolução significativa na transparência das peças. “Com o aditivo, a transparência já não se limita a paredes muito finas ou altamente orientadas. Ela pode ser obtida em peças injetadas, extrudadas ou sopradas”, ressalta. O produto também proporciona à resina baixa densidade, bom balanço entre impacto e rigidez, resistência química e térmica e barreira à umidade.

    Outro produto da Milliken apontado por Claudia foi o agente hipernucleante Hyperform, também indicado para o PP. “Ele gera economia para os processadores”, garante a gerente. Entre as vantagens, ela cita redução nos tempos de resfriamento dos moldes, redução de perdas, eliminação de deformações, de afundamentos e vazios nas peças e estabilidade do processo mesmo com a utilização de diferentes pigmentos.

    Construção civil – Os visitantes da feira trouxeram otimismo. Mas outro fator causa maior esperança para Hans Juergen Mitteldorf, diretor-geral da Chemson.

    Ele aposta no sucesso das medidas anunciadas pelo governo federal para incentivar a retomada de negócios da construção civil. Não é à toa que ele torce por isso. A empresa produz estabilizantes para PVC e estearatos metálicos para PVC, polipropileno e polietileno, produtos bastante consumidos por quem ergue casas e edifícios.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *