Bom momento para impressão flexográfica – Embalagens flexíveis

 

Plástico Moderno, Bom momento para impressão flexográfica

Crise? Que crise? Para a Feva, fabricante nacional de equipamentos para impressão pelo método da flexografia, essa palavra não existe. A empresa tem o setor de embalagens flexíveis como principal cliente.

Em 2017, as vendas da empresa cresceram nada menos do que 50%. Nos últimos cinco anos, ela tem sempre atuado com números positivos. Os bons resultados se devem em boa parte às exportações para América Latina, Portugal, Estados Unidos e outros países, inclusive a China.

Mas as vendas para o mercado brasileiro também vão muito bem, obrigado. “O mercado nacional conta com muitas máquinas antiquadas, que prejudicam a rentabilidade.

Investir em equipamentos mais modernos tem sido uma questão de sobrevivência”, diz Odair Cardoso, gerente comercial. A empresa produz impressoras das mais simples às mais complexas.

A grande novidade da empresa, a série Evoluflex, foi recém-lançada. Cardoso explica que as máquinas mais sofisticadas para essa operação são as do tipo gearless, que dispensam o uso de engrenagens, usam tecnologia baseada em servomotores. São equipamentos caros, fora do alcance da maioria dos clientes brasileiros.

As máquinas Evoluflex têm componentes mecânicos, mas seu grande diferencial é o de ter sido projetada para ser facilmente adaptada ao sistema gearless. “Dessa forma, ela conta com preço inicial mais acessível e, em dois ou três anos, caso o usuário tenha interesse, pode adaptá-la para transformá-la em uma máquina de ponta”.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios