Automação: Tecnologias ampliam produtividade

Tecnologias ampliam produtividade e estão ao alcance de todos

Alimentadores e desumidificadores

A Rax, empresa criada em 1977 e detentora da marca Plast-Equip, oferece ampla linha de máquinas para alimentação, desumidificação e outras operações presentes nas fábricas de transformação.

Plástico Moderno - Dosador gravimétrico da Plast-Equip Rax tem demanda elevada
Dosador gravimétrico da Plast-Equip Rax tem demanda elevada

“Desde 2016 estamos tendo crescimento sólido, nem mesmo a pandemia provocou cancelamento nas vendas e nos últimos dois meses a procura se mantém ótima, o mês de outubro foi o melhor da nossa história”, informa Daniel Ebel, diretor geral.

A carteira de pedidos da empresa hoje prevê ocupação da fábrica por três ou quatro meses. “O normal é trabalharmos com um ou dois meses”.

Ebel credita o bom momento em especial a dois fatores. Um deles é o da empresa ser brasileira.

“Temos fábrica local, colaboramos na montagem dos projetos, prestamos total assistência técnica e treinamento”.

A flutuação do dólar ajuda bastante. “As variações do câmbio provocam incerteza e muitos clientes estão preferindo substituir as importações. Além disso, os produtos nacionais permitem condições mais fáceis de financiamento”.

O segundo fator do otimismo se encontra no forte interesse demonstrado pelos transformadores em modernizar suas fábricas.

Plástico Moderno - Ebel ©QD Foto: Divulgação
Ebel: carteira cheia inclui clientes de todos os portes

“É um processo sem volta. Temos realizados vendas para empresas pequenas, interessadas em automatizar uma célula de produção ou uma máquina, e também para médias e grandes, que investem em centros de produção totalmente automatizados”.

Os dosadores gravimétricos e os desumidificadores são os itens mais procurados.

“A necessidade de organizar e automatizar as plantas de plásticos só aumentou nos últimos anos. Neste ano de 2019 não foi diferente e nem a pandemia chegou a afetar ou postergar esta necessidade”, informa Ricardo Prado, vice-presidente para a América do Sul da Piovan, multinacional de origem italiana com tradicional presença no mercado brasileiro.

A empresa fornece equipamentos para alimentação e transporte, secagem e desumidificação, controle de temperatura e outros itens.

De acordo com Prado, a automação promove redução do desperdício de matéria prima e redução de refugos de produção, o que nos últimos tempos se tornou mais importante ainda com os aumentos de preços das resinas.

Plástico Moderno - Automação: Tecnologias ampliam produtividade e estão ao alcance de todos ©QD Foto: Divulgação
Prado: migração para sistemas automatizados é inevitável

“Dentro da possibilidade de cada empresa e dentro de sua estratégia de investimentos, mais cedo ou mais tarde, os transformadores estão migrando para sistemas completos e centralizados de alimentação, dosagem e desumidificação.”

O investimento pode ser feito em etapas, porém a recomendação do dirigente reforça a ideia de sempre ter em vista o resultado final completo antes de investir.

Plástico Moderno - Automação: Tecnologias ampliam produtividade e estão ao alcance de todos ©QD Foto: DivulgaçãoA Piovan além dos equipamentos, oferece um software bastante completo já adequado à Indústria 4.0 que se comunica com todos os processos, controla lotes e rastreablidade e pode ser interligado com o ERP do cliente.

O vice-presidente anuncia um lançamento.

 

“Temos o novo desumidificador DP615 EVO, com maior capacidade de absorção de umidade do material e os sistemas de transporte e dosagem de pós, com ênfase na fabricação de compostos de PVC”.

 

Página anterior 1 2 3 4Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios