Argenplás – Em meio a cenário político controverso exposição diminui de tamanho, mas se mantém como importante plataforma de negócios

consultas”, concluiu. Tradicional expositora da Argenplás, a fabricante de extrusoras e coextrusoras Carnevalli apresentou a linha Polaris Plus 65, uma monocamada para filmes soprados de polietileno de baixa, linear e alta densidade. Lançada na Brasilplast de 2011, ali na Argentina era novidade. De acordo com o diretor Wilson Carnevalli Filho, o principal diferencial do modelo diz respeito ao seu baixo consumo energético por quilo produzido. E compara: enquanto a Polaris Magnum (versão antiga da fabricante) produz 150 kg/hora, a Polaris Plus consegue processar até 220 kg/h com o mesmo gasto de energia.

A máquina é de porte médio e flexível, ideal para o perfil do país, segundo Carnevalli Filho. “A Argentina compra mais monocamada do que coex”, afirmou. Até por isso, ele aproveitou a feira para incentivar a compra de coextrusoras, levando também um cabeçote completo de filmes soprados de três camadas. O equipamento se destaca por produzir filmes de alta qualidade, com reduzida variação de espessura e tolerâncias precisas.

A primeira participação da HGR na Argenplás se deu de forma tímida. Essa fabricante de extrusoras e coextrusoras se restringiu a levar alguns periféricos. O foco era um anel de resfriamento de ar. “Ele aumenta em 30% a produtividade da

Anel de resfriamento da HGR promete elevar produtividade

linha, e com ele conseguimos otimizar o rendimento da extrusora”, informou o diretor comercial Ricardo Rodrigues. De acordo com ele, o acessório também proporciona excelente uniformidade das bobinas produzidas.

Na HGR, entre 8% e 10% da produção se destina ao mercado latino-americano. Por estar nos planos de Rodrigues aumentar esse índice, a presença na feira argentina foi importante. A empresa também participou recentemente das exposições do Peru (Expo Plast Peru, em maio de 2012) e Colômbia (AndinaPack, em novembro de 2011).

Periféricos – A Piovan do Brasil levou um leque variado de equipamentos. No seu estande havia dosadores gravimétricos e volumétricos, controladores de temperatura, minichillers e alimentadores. No entanto, as atenções se voltavam para o lançamento na região do dosador gravimétrico Lybra, a mais recente tecnologia da fabricante para dosagem de masterbatch, aditivos e reciclados. Com características exclusivas para dosagem gravimétrica por perda contínua de peso ou volumétrica, o equipamento suporta até duas estações de dosagem independentes de 10 g/h até 170 kg/h.

De acordo com Ricardo Prado Santos, vice-presidente para a América Latina da Piovan, a alta precisão desses dosadores permite economia na utilização de master de cerca de 20%, em relação ao padrão do mercado. Lançar este equipamento na Argentina faz parte da estratégia da companhia de elevar seu índice de exportação. “Trata-se de um de nossos principais mercados na América do Sul”, comentou. Apesar da dificuldade de vender para o país, Santos aposta nesse mercado, pois, segundo ele, só aumentou a burocracia. “Está mais difícil, mas não inviável fazer negócios com a Argentina”, destacou.

Plástico, Argenplás - Em meio a cenário político controverso exposição diminui de tamanho, mas se mantém como importante plataforma de negócios
Carnevalli destacou o baixo consumo energético por quilo produzido da extrusora Polaris Plus 65

As vendas ao mercado doméstico para a Piovan do Brasil vão bem. Aliás, 2011 foi o melhor ano da empresa desde sua instalação em 2000. O bom desempenho reflete os investimentos em novas linhas. A fabricante alavancou o seu negócio de dry cooler. O sucesso se deu porque foi desenvolvida uma máquina específica para o mercado tropical, o dry cooler adiabático. No mesmo ano, também lançou uma linha de minichillers. Projetado para ser alojado ao lado da injetora, o equipamento resolve o problema do transformador de falta de espaço. Além dessa vantagem, Santos faz questão de ressaltar que todos os lançamentos foram pensados para consumir entre 8% e 10% a menos de energia do que o padrão do mercado de periféricos.

Plástico, Argenplás - Em meio a cenário político controverso exposição diminui de tamanho, mas se mantém como importante plataforma de negócios
Novo dosador gravimétrico apresentado na feira gera economia no uso do master

A estreia da Mecalor na feira argentina se deu com a apresentação de um chiller, o carro-chefe da fabricante (responde por 50% das vendas). O equipamento atende a NR-10, possui reservatório inoxidável e pintura de tripla camada, o que permite sua operação em ambientes abertos. Entre suas vantagens, o engenheiro Flavio Pereira, da área de exportação da Mecalor, destacou o duplo circuito de refrigeração. “Esse sistema atende a todos nossos chillers com capacidade acima de 30 kcal/h”, comentou. Há dois anos a empresa decidiu intensificar as exportações, e a partir de então já esteve em eventos também na Colômbia e no Peru. A previsão é de até 2020 exportar 20% da produção. Hoje esse índice não passa dos 5%.

Também sem lançamento, a Seibt apresentou sua linha de reciclagem e pós-consumo convencional para PET ou PP e PE. O sistema para PET é para bottle-to-bottle e conta com sete estações de lavagem, sendo duas com água quente. “O flake sai limpo e em condições de uso”, observou o diretor Breno Seibt. Automatizado, o modelo se destaca justamente por seu mecanismo de “superlavagem a quente”, como intitula Seibt. A fabricante tem em seu portfólio ainda diversos modelos de moinhos, trituradores e extrusoras, entre outros. Alguns destaques ficaram por conta do moinho modelo MGHS 700GF para filmes e garrafas, o primeiro do Brasil com rotor sem eixo central (rotor vazado) e também do modelo MGHS 420LRX, de baixa rotação.

Plástico, Breno Seibt, diretor, Argenplás - Em meio a cenário político controverso exposição diminui de tamanho, mas se mantém como importante plataforma de negócios
Breno Seibt: divulgou linha dotada com mecanismo de lavagem a quente

 

Plástico, Argenplás - Em meio a cenário político controverso exposição diminui de tamanho, mas se mantém como importante plataforma de negócios
Chiller traz como diferencial duplo circuito de refrigeração

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

[box_light]

 

Governo defende regime protecionista

A secretária do comércio exterior da Argentina, Beatriz Paglieri, foi até o Centro Costa Salguero, para a abertura oficial da 14ª Argenplás, no dia 18 de junho. Na ocasião, ela procurou explicar a postura protecionista adotada pelo governo, e dar um alento ao empresariado ali presente. Beatriz saiu em defesa da presidente Cristina Kirchner e pediu o apoio da indústria local.

Para entender o caso, vale lembrar que o governo argentino editou as chamadas licenças não automáticas, ou seja,

Plástico, Beatriz Paglieri, secretária do comércio exterior da Argentina, Argenplás - Em meio a cenário político controverso exposição diminui de tamanho, mas se mantém como importante plataforma de negócios
Beatriz Paglieri: para alcançar metas, país precisa proteger divisas

impôs a necessidade de obtenção de autorização para importação. Na prática, as mercadorias importadas (são 600 produtos listados) precisam de uma aprovação prévia das autoridades argentinas para entrar no país. O resultado? Um encalhe na fronteira à espera da liberação. “É um número restrito”, argumenta Beatriz, referindo-se aos 600 produtos. A ideia aqui é instituir medidas restritivas para conter as importações e controlar a entrada e a saída de capitais do país. “As importações em 2011 e hoje são as mesmas, em termos de valor”, ressaltou.

A secretária se esforçou para convencer o público de que o maior rigor imposto em fevereiro deste ano pelo governo não está barrando as importações, mas, sim, incrementando as exportações. De qualquer maneira, segundo ela, a Argentina hoje está focada no seu superávit comercial e, por isso, quer manter as vagas de trabalho no país e, quando possível, criar novos empregos. “Essa proposta está ligada à proteção de nossas divisas”, argumentou.

Página anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios