Embalagens

Alimentos – Anvisa discute normas adicionais – Perspectivas

Antonio Carlos Santomauro
15 de abril de 2019
    -(reset)+

    Química e Derivados, Alimentos - Anvisa discute normas adicionais

    Critérios para que cereais sejam qualificados como integrais; aditivos para plásticos que entram em contato com alimentos; rotulagem frontal; gorduras trans: esses temas estão em debate na Anvisa, com o potencial de gerar novas normas para a produção de alimentos no Brasil.

    No caso dos cereais integrais, “a expectativa é de que ainda neste ano surja uma proposta de regulamentação para consulta pública”, informa Elizabeth Nabeshima, pesquisadora do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital). Já a discussão sobre gordura trans pode impactar os produtos cárneos. “Estes podem conter gorduras animais que intrinsecamente contêm gordura trans”, destaca Ana Lúcia Lemos, que também atua no Ital.

    A atualização dos regulamentos sobre aditivos para plásticos de contato com alimentos já está em consulta pública no site da Anvisa. “Ela alavancará projetos e possibilitará o uso de tecnologias atualmente utilizadas no exterior”, projeta Aline Lemos, também pesquisadora Ital.

    O debate sobre novas normas para a rotulagem envolve diversas entidades e instituições, inclusive o próprio Ital, que trata desse e de outros temas na recém-lançada publicação Alimentos Industrializados: A importância para a sociedade brasileira (disponível em http://alimentosindustrializados.com.br ).

    Importante ainda lembrar que, no final de novembro último, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento fixou novas regras para a produção de leite no país, especificando os padrões de identidade e qualidade, não só do leite cru refrigerado como do pasteurizado e do tipo A. “Nesse caso, estamos atentos especialmente à Instrução Normativa 76, que trata das características e da qualidade do produto na indústria”, ressalta Fabiana Trento, do Centro de Tecnologia de Laticínios do Ital.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *