Agentes de purga de última geração aumentam a produtividade

Boas práticas e diferenciais de valor

É importante garantir a eficiente limpeza do sistema de alimentação, incluindo o sistema de alimentação aéreo, a fim de não gerar impurezas que possam contaminar o material posterior.

O agente de purga químico possui aditivos para limpeza química, sua ação é potencializada pela temperatura e tempo de residência.

Plástico Moderno - Agentes de purga de última geração aumentam a produtividade ©QD Foto: iStockPhoto

Uma das ações do agente de purga de alta tecnologia é a geração de um gás no sistema, que auxilia a liquefação dos contaminantes a serem retirados. Este gás deve estar confinado para que não seja eliminado pela matriz ou retornado pelo funil, o chamado ‘efeito sanduíche’.

Normalmente, utilizando polímero virgem (baixo custo), 95% da cor pode ser limpa. Já com o de última geração, a limpeza pesada remove 100% dos resíduos de cor/material/carbonização. A eficácia do agente de purga pode ser demonstrada na prática em comparação à resina virgem à medida que mais cores e/ou resíduos antigos aparecem.

A importância da manutenção preventiva

Essa solução de limpeza específica define novos padrões em termos de desenvolvimento de produtos. O conceito de limpeza química preventiva de máquinas injetoras e extrusoras é uma das grandes vantagens a longo prazo ao utilizarmos os agentes de purga corretos. A figura 3 mostra que à medida que as limpezas preventivas são realizadas, os resíduos dentro da máquina diminuem, proporcionando trocas de cores mais rápidas e efetivas. O efeito inverso ocorre quando se utiliza o polímero virgem, pois uma vez que a limpeza não é tão efetiva, a longo prazo percebe-se um acúmulo pronunciado de pigmentos/carbonização/material dentro do sistema, sendo necessário, em muitas vezes, a desmontagem da rosca para limpeza pesada.

Plástico Moderno - Agentes de purga de última geração aumentam a produtividade ©QD Foto: iStockPhoto

Conclusão

De tecnologia inovadora, o agente de purga foi especialmente desenvolvido para oferecer ganhos de produtividade. Comprovadamente, é a melhor escolha para uma limpeza preventiva nos processos de transformação de plásticos de alto rendimento. O estudo de caso indica que é possível economizar mais de 50% na transição de PEAD preto para PEAD branco em relação à purga convencional se utilizado um agente de purga químico.

O AUTOR

Plástico Moderno - Agentes de purga de última geração aumentam a produtividade ©QD Foto: iStockPhoto
Rogério Nonô é químico e mestre em Química pela Unicamp

Rogério Nonô é químico e mestre em Química pela Unicamp, atuando profissionalmente em indústrias do setor desde 2006. Ingressou na Chem-Trend (Grupo Freudenberg) em 2012, desenvolvendo desde então novos produtos e aplicações para clientes na área de termoplásticos, além de prestar suporte técnico em operações e na introdução de novas tecnologias. Atualmente, é químico de desenvolvimento sênior da Chem-Trend Brasil.

Página anterior 1 2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios