A pandemia e a conectividade – Plastivida

Educação Ambiental

Plástico Moderno - A pandemia e a conectividade - Plastivida ©QD Foto: iStockPhoto

Estamos próximos ao encerramento de 2020, um ano que vai ficar para a história como um tempo de muito aprendizado. Mundialmente, a pandemia de Covid-19 trouxe apreensão e incertezas, mas além disso, trouxe oportunidades.

Assim como o restante do mundo, mantivemo-nos fisicamente isolados para tentar diminuir ao máximo a possibilidade de contágio. Mas, como uma entidade que tem como base o diálogo com a sociedade para compartilhar informações técnicas e científicas sobre os plásticos, seus benefícios em aplicações diversas, seu uso consciente e seu descarte adequado, a Plastivida buscou adequar seus procedimentos e ações para que, mesmo isolados fisicamente, pudéssemos levar nossa mensagem cada vez mais longe, mesmo de longe.

A Educação Ambiental, um pilar transversal a todos os outros sobre os quais apoiamos nossas ações, teve total atenção da entidade em 2020.

Lançamos, nesse período, o Projeto Aulas e Oficinas Online sobre os Plásticos, para atender a escolas, universidades e grupos interessados.

Abusamos dos recursos da internet (redes sociais, reuniões e apresentações online, lives, workshops virtuais, webinares, entre outros) para nos aproximarmos das pessoas. Isso aconteceu, tanto com aquelas que já participam de ações com a entidade, quanto com novos trabalhos e parcerias.

As ferramentas online nos permitiram ampliar as fronteiras geográficas, nos possibilitando levar a informação correta sobre os plásticos ainda mais longe.

Também nos possibilitaram ampliar o nosso alcance setorial. Participamos de importantes discussões e mesas redondas com pessoas dos mais diferentes âmbitos sociais, como ambientalistas, atores, técnicos de áreas diversas, educadores, formadores de opinião, empresários, varejistas e pessoas do poder público, que contribuíram imensamente no sentido de engrandecer o debate socioambiental incluindo os plásticos, muito mais que o excluindo, o que consideramos um grande avanço.

Lançamos conteúdos importantes, que reúnem as informações técnicas que precisam tornar-se mais conhecidas de toda a sociedade a cada dia.

Por exemplo, o novo site do Comitê de EPS da Plastivida (www.eps.plastivida.org.br), que informa a sociedade sobre todas as características, benefícios, aplicações e a reciclabilidade do EPS, Poliestireno Expandido, mais conhecido pela marca comercial Isopor®.

Outro exemplo é livro “Lixo nos Mares: do Entendimento à Solução” (catedraoceano.iea.usp.br/oceanoteca). A obra, desenvolvida pela Cátedra UNESCO para Sustentabilidade do Oceano, vinculada ao Instituto de Estudos Avançados e ao Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IOUSP), é produto do convênio do IOUSP com a Plastivida, estabelecido em 2012, e que resultou no “Fórum Setorial dos Plásticos – Por Um Mar Limpo”.

Foi escrita em parceria com o Ministério do Meio Ambiente e a Marinha do Brasil, por meio da Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (Secrim) e reúne material apurado desde o início do convênio, dimensionando a questão e o endereçamento das discussões sobre o tema no Brasil.

Plástico Moderno - A pandemia e a conectividade - Plastivida ©QD Foto: iStockPhoto

Ainda sobre a temática do lixo nos mares, a Plastivida, licenciadora do Programa Internacional Operation Clean Sweep® (OCS®), deu início, em junho, ao processo de implementação do Programa Pellets Zero – OCS® no Brasil, com o objetivo de auxiliar empresas na eliminação de eventual perda de pellets plásticos para o ambiente.

A implantação do Programa segue os parâmetros estabelecidos no “Fórum Ambiental dos Plásticos Por Um Mar Limpo”, tendo sido baseado no Manual do Programa Pellets Zero – OCS®, adaptado à realidade brasileira. O processo tem sido realizado por meio de um intenso trabalho de divulgação, a partir de uma série de conversas, reuniões e lives com as empresas do setor, entidades ligadas à cadeia produtiva e logística dos plásticos e a imprensa segmentada, visando sensibilizar a todos os envolvidos sobre a importância da adesão ao programa.

Com tudo isso, o que podemos concluir até aqui é que um dos grandes aprendizados que levaremos para a realização das ações da Plastivida é a importância da conectividade.


Foi por meio dela que pudemos levar os produtos plásticos de uso único aos que mais necessitaram, durante a pandemia, e evidenciar mais uma vez a importância dos plásticos, principalmente no que diz respeito à saúde, à higiene e à proteção sanitária. E temos certeza que será por meio da conectividade que ampliaremos o conhecimento sobre a informação técnica e científica para que possamos nos tornar uma sociedade efetivamente sustentável, livre de “achismos” e de “modismos” prejudiciais ao desenvolvimento socioambiental.

Plástico Moderno - A pandemia e a conectividade - Plastivida ©QD Foto: iStockPhoto
Miguel Bahiense

Miguel Bahiense é graduado em Engª Química (UFRJ), pós-graduado em Comunicação Empresarial (FAAP/SP) e é presidente da Plastivida – Instituto Socioambiental dos Plásticos.

Plástico Moderno -

PLASTIVIDA

Plastivida – Desde a sua invenção, os plásticos são um avanço para a sociedade. Mas além das suas funções e vantagens inquestionáveis, estamos aqui para iniciar uma nova fase da relação dos plásticos com a sociedade. Uma relação mais racional no consumo e mais responsável no descarte; para o nosso bem e o bem do planeta.
Mais informações: http://www.plastivida.org.br/

 

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios