Ferramentaria Moderna

3D: Técnica acelera a produção de garras customizadas de robôs

Jose Paulo Sant Anna
2 de julho de 2018
    -(reset)+

    Plástico Moderno, 3D: Técnica acelera a produção de garras customizadas de robôs

    A manufatura aditiva tem sido usada com muito sucesso pela Roboris, empresa fabricante de ferramentas usadas em robôs e dispositivos para operações feitas nas peças em linhas de produção. No mercado brasileiro há quase cinco anos, ela começou a utilizar impressoras 3D no último trimestre do ano passado.

    Entre os produtos oferecidos pela empresa, um dos destaques são as garras para robôs, cujo design é definido conforme as características das peças a segurar. A empresa também recebe muitas encomendas de dispositivos usados nas linhas de produção, como os necessários para encaixar itens como insertos, molas ou para fazer outras operações nas peças.

    Antes, esses produtos precisavam ser feitos pela usinagem de outros materiais, como o alumínio, por exemplo. A operação demandava prazos longos e muitas vezes exigia a contratação de terceiros. “Agora o processo acontece dentro da nossa própria planta, o cliente ganha muita agilidade na transformação de ideias em equipamentos concretos”, explica Guilherme Thiago de Souza, sócio e gerente de engenharia. As garras e dispositivos resultantes do processo são confeccionados com resinas PLA.

    O método também facilita a forma de pensar do projetista. “A usinagem tem limites, a manufatura aditiva permite a adoção de alternativas muito mais amplas”. Outra vantagem é a possibilidade de compor os produtos com materiais mais leves. “O peso menor de uma garra proporciona redução do desgaste dos robôs e maior agilidade de seus movimentos”, exemplifica.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *