3D – Manufatura aditiva gera peças perfeitas

Manufatura aditiva gera peças perfeitas com baixo custo e sem perder tempo

Setor estratégico – A indústria do plástico foi considerada significativa para a vinda da 3D Systems ao Brasil.

Na análise de mercado realizada pela empresa, foi levada em conta a importância do setor na cadeia produtiva de segmentos com crescimento acentuado, como indústria automotiva, autopeças, arquitetura, construção civil e embalagens. “Se há oportunidade de crescimento no setor plástico, há oportunidades de negócios”, resume Andreia Cavalli, gerente de vendas para a América Latina.

Fundada nos Estados Unidos em 1986, a empresa atuou no Brasil até 2014 por meio de revendedores autorizados. Em 2014, comprou 70% um de seus revendedores.

Trata-se da Robtec, empresa que nasceu voltada para a prestação de serviços de prototipagem rápida e está presente em vários países da América Latina. A partir da aquisição, foi montado no Brasil o maior showroom de impressoras 3D da América Latina.

Os resultados da estratégia tem sido animadores, apesar da crise vivida no país nos dois últimos anos. “Temos mantido o crescimento de 30% ao ano nas vendas de impressoras”.

Para Andreia, o segredo do sucesso se encontra no retorno que elas proporcionam. “As impressoras reduzem custos e tornam mais ágil a execução dos projetos, além de colaborar com a redução da necessidade de mão de obra”.

Nos negócios de vendas de máquinas para o segmento de plásticos, ela tem como clientes de maior potencial as empresas envolvidas de alguma forma com chegada de novos produtos ao mercado, quaisquer que sejam o segmento da economia às quais se enquadram.

Em paralelo à venda de máquinas, a empresa presta serviços de prototipagem rápida por impressão 3D e também por outros processos, quando necessário. “O ticket médio da venda de máquinas é maior, mas a parte de serviços ainda responde como o principal volume de nossa receita”, explica Andreia.

Como prestadora de serviços, a 3D Systems atende empresas do ramo automobilístico, de eletrodomésticos, ferramentarias e escritórios de design de embalagens.

Nos últimos anos tem havido importante expansão de encomendas de serviços por parte da área médica, cujas aplicações passam pelo desenvolvimento de peças para estudo e planejamento cirúrgico e de modelos para a produção de próteses.

Plástico Moderno, Impressoras 3D também aceitam materiais flexíveis
Impressoras 3D também aceitam materiais flexíveis

São várias as opções de máquinas oferecidas pela 3D Systems. A família de produtos com a tecnologia MJP é a mais popular entre os clientes ligados à indústria do plástico.

Ela gera peças a partir de resinas líquidas e permitem a mistura de materiais diversificados, emborrachados, rígidos ou flexíveis em uma única aplicação.

Os equipamentos com tecnologia SLA e SLS se baseiam na sinterização por meio de laser. A SLA sinteriza resinas líquidas e gera superfícies muito lisas. A SLS utiliza pós e gera peças muito resistentes. “São uma boa opção para gerar cavidades de moldes”.

Tanto os modelos SLA com os SLS são indicados para aplicações que necessitam de resistência, acuracidade e grande área de impressão. “Há possibilidade de construir peças de 1,5 metros x 75 cm x 55 cm”.

As máquinas de tecnologia PJP – printjet printer, especificamente a Cube Pro, são uma solução simples e de baixo investimento, operam a partir do derretimento de filamentos e podem trabalhar ABS, PLA e náilon.

O lançamento mais recente da empresa é o PJ 2500 Plus, de tamanho intermediário, que trabalha com materiais plásticos branco, preto ou clear e também com elastômeros. “Esse equipamento é interessante para o setor plástico”.

Sua gama de aplicações é diversificada. “O tamanho e o custo são ideais para segmentos que não terão a impressão 3D como seu negócio principal, mas que precisam de qualidade e variedade nos trabalhos que forem realizar”.

 

Leia Mais:

Página anterior 1 2 3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios