Plástico

8 de março de 2011

Rotomoldagem – Processo avança no mercado

Mais artigos por »
Publicado por: Rose de Moraes
+(reset)-
Compartilhe esta página

    O setor de máquinas para rotomoldagem voltou a crescer em 2010, com vendas ainda mais pulverizadas para várias áreas de negócios, segundo observou Carlos Andrade, diretor da Rotomec, tradicional fabricante de rotomoldadoras de Americana-SP.

    Plástico Moderno, Carlos Andrade, Diretor da Rotomec, Rotomoldagem - Processo avança no mercado

    Andrade: linhas de crédito ajudaram o setor a crescer

    A preocupação com a qualidade, acabamentos, desempenho dos moldes e matérias-primas torna-se, segundo ele, crescente e o mercado interno está mais aquecido por conta da necessidade de renovação das máquinas de baixa produtividade e poucos recursos técnicos e da concorrência muito acirrada. “Mas é preciso também citar a importância, em 2010, das linhas de crédito do BNDES, com taxas convidativas e prazos mais longos para pagamento e que foram determinantes para o crescimento do nosso setor”, lembrou o empresário.

    Apesar de os fabricantes de caixas-d’água estarem comprando máquinas com menor intensidade, novos fabricantes que migram do setor de fibras de vidro e outros do setor da construção civil estão mantendo as vendas aquecidas.

    “A forte expansão observada no setor agrícola também fez aumentar as exigências de qualidade em relação aos produtos rotomoldados, bem como aos novos produtos que estão sendo agregados ao processo de rotomoldagem”, comentou o diretor.

    Uma nova frente de mercado para o setor de máquinas também está sendo aberta pelas empresas que vislumbram a necessidade de promover a verticalização da área produtiva, incluindo a rotomoldagem como um novo processo encampado pelas companhias.

    “A rotomoldagem também está desmitificando a cultura de que as máquinas apresentam baixa produtividade, uma vez que as modernas operam com grande quantidade de moldes e obtêm maior eficiência na polimerização, resfriamento, extração e alimentação de moldes.”

    Em 2010, a empresa lançou equipamentos com sistema de forno construído com aço inoxidável, isento de corrosões e de baixa manutenção. “Neste ano, temos a expectativa de que o mercado continue estável, sem oscilações geradas pela economia mundial ou pela economia interna”, considerou Andrade.

     

    Leia a reportagem principal:



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *