Máquinas e Equipamentos

21 de dezembro de 2011

Robótica – Indústria de autopeças estimula os negócios de manipuladores

Mais artigos por »
Publicado por: Rose de Moraes
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Plástico, Robótica - Indústria de autopeças estimula os negócios de manipuladores

    A chegada ao Brasil de novos fabricantes asiáticos do setor automotivo projeta às alturas as expectativas de crescimento da demanda por automação dedicada a injetoras e a outros sistemas voltados a moldar autopeças plásticas. A expansão no número de montadoras vindas da Ásia, prevista a partir de 2012, leva em conta as últimas confirmações sobre a instalação de novas unidades fabris nos estados de São Paulo e da Bahia, revelando dados já muito expressivos, mas existem outras intenções anunciadas, aguardando a liberação dos projetos ou em fase de escolha do rumo a seguir. Entre os empreendimentos já definidos estão os da japonesa Toyota, que escolheu Sorocaba, no interior paulista, para instalar fábrica, com inauguração prevista para o próximo ano. Outra montadora que está correndo contra o tempo para instalar, em 2012, seu empreendimento fabril em Piracicaba-SP é a sul-coreana Hyundai, cuja vinda tem causado um certo furor entre as montadoras aqui instaladas há muitos anos. Além das duas, a chinesa Chery também acenou para a possibilidade de instalar unidade em Jacareí-SP, em 2013, e a gigante chinesa Jac Motors confirmou, em novembro, a instalação de fábrica para produzir automóveis e caminhões no polo de Camaçari, na Bahia, prevendo o término das obras para 2014.

    Fornecedores vêm junto– A vinda de novas montadoras asiáticas ao Brasil está produzindo o que se poderia chamar de efeito ímã sobre toda a cadeia de fornecedores da indústria automotiva, atraindo fabricantes de autopeças que, por sua vez, trazem consigo injetoras, entre outros bens de capital, além das mais recentes tecnologias em robótica.

    Plástico, Roberto Eiji Kimura, Gerente geral da Star Seiki Brasil, Robótica - Indústria de autopeças estimula os negócios de manipuladores

    Kimura comemora a expansão das suas vendas

    “Vários fornecedores de autopeças, como para-choques, painéis de porta, componentes para ar-condicionado, ventoinhas etc., que atendem a Toyota e a Hyundai também estão trazendo para a nossa satisfação e orgulho as tecnologias em robótica da Star Seiki, diretamente adquiridas de nossas unidades produtivas instaladas na Ásia – Japão (matriz), Coreia e China –, comentou Roberto Eiji Kimura, gerente geral da Star Seiki Brasil, caracterizando o que se considera como o maior ciclo de expansão do momento da indústria automotiva asiática em direção a mercados emergentes, como o Brasil.

    Em novembro, o primeiro lote de robôs com tecnologia Star Seiki, concebido para trabalhar com injetoras com forças de fechamento desde 100 toneladas até 3 mil toneladas, já havia desembarcado no porto de Santos-SP, encontrando-se em fase de montagem nas unidades de produção dos fornecedores de autopeças. O segundo lote deverá aportar no país em janeiro de 2012. Até novembro, de acordo com Kimura, 20 unidades robóticas tinham sido entregues, mas a previsão é dobrar esse número para pelo menos 40 sistemas robotizados no decorrer do início do próximo ano.

    A continuar nesse ritmo, Kimura até cogita uma possibilidade de a Star Seiki Brasil começar a produzir no Brasil. A empresa possui unidadesem São Paulo, onde conta com área disponível de 2 mil m2, e em Joinville-SC, onde dispõe de 5 mil m2. Caso não venha a ocorrer a nacionalização, ao menos o pós-venda da subsidiária ficará mais fortalecido. Integrado por serviços de assistência técnica, estoques para reposição imediata e melhorias que estão sendo implementadas no atendimento 24 horas aos clientes, o pós-venda da Star Seiki Brasil também se ocupa, no momento, da organização de treinamentos para os profissionais que irão operar com os robôs e as injetoras, o que inclui apostilas com conteúdos escritos em português.

    Pioneira na fabricação de robôs para injetoras, a Star Seiki, com 47 anos na atividade, começou a atuar com subsidiária no Brasil em 1997. Antes desse período, atuou via representante (Romi) oferecendo suporte de atendimento às demandas não só de seus patrícios, os fornecedores de autopeças asiáticos, mas também de empresas globais, subsidiárias de empresas norte-americanas, como Delphi Automotive Systems do Brasil, e italianas, como Magneti Marelli, que também utilizam em seus parques industriais robôs fabricados pela Star Seiki.

    “O momento está muito favorável para a automação. Muitas empresas estão com sua capacidade produtiva praticamente tomada e, em vez de investir na compra de novas injetoras, percebem que vale a pena otimizar a produção das máquinas já existentes, adquirindo sistemas de automação para alcançar maior eficiência nas operações, com base nos recursos já disponíveis nas áreas de injeção e de moldes, a fim de elevar os resultados, sem promover outro tipo de investimento”, considerou Kimura.


    Página 1 de 512345

    Compartilhe esta página







      Um Comentário


      1. orlando ferraz

        Estou a procura de um robô de 3 eixos usado,

        Podera me ajudar indicando alguma firma que tem
        O começo é dificil.

        grato

        orlando



      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *