Feiras e Eventos

8 de julho de 2009

Prévia PLAStech Brasil – Mais atrativa, exposição conquista novas empresas

Mais artigos por »
Publicado por: Fernando C. de Castro
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas

    Apesar do ano nebuloso para os negócios, os ajustes finais para a Plastech 2009, marcada para o novo centro de eventos de Caxias do Sul, entre 28 e 31 de julho, vão de vento em popa. Até o fechamento desta edição de Plástico Moderno, perto de 190 expositores estavam confirmados, de acordo com a organização. A previsão é de que em torno de 20 mil visitantes prestigiem a exposição, também denominada Feira de Tecnologias para Termoplásticos e Termofixos, Moldes e Equipamentos, 12% a mais do que na primeira edição, em 2007.

    “Alguns redimensionaram estandes, a fim de reduzir os efeitos da crise. Em compensação, o quadro é de crescimento do número de empresas participantes, em comparação com a primeira edição do evento, realizada em 2007. Muitas estão confirmando pós-Brasilplast”, afirmou o presidente do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), Orlando Marin.

    Ele calcula que na virada da quinzena, em julho, quando se encerram as adesões, o número de expositores chegue a 220. “Trata-se de um ano atípico e por isso mesmo as empresas precisam mostrar mais ainda seus produtos e serviços”, complementou o presidente do Simplás.

    O principal atrativo entre os expositores da Plastech fica por conta da indústria de máquinas para transformação e equipamentos periféricos. Aproximadamente 20 fabricantes de injetoras e outros dez de extrusoras já assinaram contrato. Há ainda fornecedores de sopradoras, máquinas de termoformagem, rotomoldagem, sistemas para resfriamento de água, troca rápida de moldes, automação produtiva, entre outros. Fabricantes e distribuidores de resinas, compostos, reforços, sistemas de cores, fundições voltadas a moldes, matrizes e ferramentas e diversos segmentos de transformadores englobam a lista.

    Como as novas instalações para eventos junto aos pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul, incluem um prédio com 14 metros de pé-direito, pela primeira vez uma feira do segmento de plásticos no Rio Grande do Sul exibirá extrusoras verticais de grande porte. No total serão 14 mil metros quadrados somente para a exposição de equipamentos e matérias-primas e outros 26 mil metros quadrados de área de apoio, incluindo estacionamento totalmente coberto.

    Segundo Marin, a divulgação da Plastech, desde a Argenplás, em Buenos Aires, em 2008, posteriormente na Interplast, de

    Plástico Moderno, Orlando Marin, presidente do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas

    Para Marin, custos dos estandes são otimizados

    Joinville, em feiras do Peru, do México e, mais recentemente, na Brasilplast, em maio passado, repercutiu positivamente no mercado brasileiro e do subcontinente. Uma pesquisa realizada pelo Simplás mostra que todos os sindicatos de transformadores brasileiros conhecem a marca Plastech, sendo que as principais entidades representativas do segmento no Mercosul igualmente sabem da existência da feira e sua forma de operação.

    Para Marin, a grande vantagem competitiva da Plastech é o modelo de negócio. Por ser uma feira realizada diretamente por entidade de classe, há uma redução de diversos itens de custos, pois os expositores dispõem de uma lista de montadoras de estandes cadastradas e negociam diretamente os valores como forma de barganhar preços. Além disso, a diretoria da Plastech garante que as despesas com energia elétrica e ar comprimido também serão menores.

    Na opinião de Marin, a Plastech funciona perfeitamente como um complemento regional ao caráter nacional da Brasilplast, essa última realizada em maio último, justamente por consolidar conversações iniciadas em São Paulo. “Algumas máquinas que virão para Caxias do Sul foram vendidas na Brasilplast e ficarão aqui mesmo”, enfatizou o líder empresarial. Além disso, ressaltou Marin, muitos empresários do sul do Brasil e mesmo da Argentina deixaram negócios alinhavados na Brasilplast. Eles irão a Caxias do Sul para fechar as compras.

    Com efeito, a diretoria da Plastech tomou uma série de medidas para facilitar a movimentação de expositores e visitantes. O credenciamento prévio já está disponível no site da feira na internet (www.plastechbrasil.com.br). Além disso, no próprio local de exposição serão instalados equipamentos de autosserviço para impressão de crachás. Os convênios com hotéis e agências de turismo podem gerar economia das despesas com deslocamento e estada em até 30%. A organização do evento promete ainda a melhoria das condições de transporte com possibilidade de pré-agenda de serviços de traslados para os principais aeroportos, hotéis e restaurantes da região.


    Página 1 de 1012345...10...Última »

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *