Plástico

18 de junho de 2014

Plástico nos automóveis: Setor automotivo puxa as vendas dos plásticos de engenharia no país

Mais artigos por »
Publicado por: Plastico Moderno
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Por Taís Marcon Bett*

    Plástico Moderno, Setor automotivo puxa as vendas dos plásticos de engenharia no país Em 2013, o consumo aparente de ABS, PA (poliamida), POM (poliacetal), composto de PP, PC (policarbonato) e PBT (tereftalato de polibutadieno) ficou próximo de 430 mil toneladas, um crescimento de aproximadamente 8% em relação a 2012. Desse volume, cerca de 55% foi usado nas aplicações para o setor automotivo. O bom crescimento em 2013 foi reflexo principalmente do desempenho na indústria automotiva, na qual a produção cresceu 10%.

    A expectativa, até o ano passado, era manter esse ritmo de crescimento no consumo de plásticos de engenharia, principalmente devido a dois fatores:

    – Programa Inovar Auto, programa de estimulo à redução do uso de combustíveis fósseis, que na indústria automotiva se traduz principalmente em ter um carro mais leve, priorizando assim a substituição de peças metálicas por plásticas. Além disso, terão benefícios empresas com maior participação nacional na produção dos componentes.

    – Bom desempenho da produção automotiva, talvez num menor patamar para o mercado interno, mas num ritmo crescente para as exportações, existindo até um programa do setor sendo estudado, o Exportar Auto.

    Porém, o início deste ano mostrou um cenário não tão otimista. O setor automotivo enfrenta queda nas vendas e aumento nos estoques. As empresas já tomaram medidas para redução da produção, como férias antecipadas e programas de demissão de funcionários. Além do fraco desempenho no mercado doméstico, houve redução de 33% nas unidades exportadas no primeiro trimestre de 2014.

    Assim, o consumo de plásticos de engenharia em 2014 pode ter um crescimento menos robusto que anteriormente previsto, mas o perfil dinâmico e muito atrelado à inovação no uso de tais produtos deve continuar proporcionando boas oportunidades no setor.

    *Engenheira Química e gestora de Química & Especialidades e Materiais Especiais da consultoria Maxiquim.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *