Máquinas e Equipamentos

23 de agosto de 2015

Plástico no automóvel: Projeto de carro de corrida terá motor feito de plásticos

Mais artigos por »
Publicado por: Jose Paulo Sant Anna
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Plástico Moderno, Plástico no automóvel: Projeto de carro de corrida terá motor feito de plásticos
    As montadoras sempre adotam em seus modelos soluções desenvolvidas em competições de automobilismo. Muitas tecnologias surgiram nas pistas e muitas outras devem aparecer nos próximos anos. Um projeto atual chama a atenção. A Solvay patrocina o Polimotor 2, que visa o desenvolvimento de um motor automotivo feito totalmente de plástico. Ele abre caminho para avanços inovadores em futuros veículos comerciais. Pesa em torno de 41 kg, 40% a menos do peso do motor padrão de produção atual, que fica entre 63 a 67 kg.

    Um breve histórico ajuda a entender o empreendimento. Tudo começou com o Polimotor 1, projeto realizado no final dos anos 80 pelo engenheiro norte-americano Matti Holzberg, um entusiasta de automóveis. Ele tinha o objetivo de criar um motor de automóvel utilizando polímeros reforçados em substituição a outros materiais. O motor desenvolvido na época foi testado com sucesso em uma corrida do campeonato de carros GT, na antiga categoria Camel Lights (Grupo 2 da competição) e também participou das corridas de Limerock e Elkhard, ambas nos Estados Unidos.

    Agora, com os desenvolvimentos de novos materiais, o Grupo Solvay decidiu liderar a retomada desse projeto. O Polimotor 2 prevê a realização de testes entre o final do verão e o início do outono de 2015, no Hemisfério Norte. “Nosso planejamento é colocar o carro para correr na pista de Limerock, Connecticut, em 2016”, explica Brian Baleno, gerente global de negócios automotivos.

    Os materiais utilizados incluem Sinterline PA6 (tecnologia para desenvolvimento de peças de plásticos de engenharia com poliamida 6 em pó), Technyl PA66 (plásticos de engenharia de alto de desempenho, feitos de poliamida 6.6), e os polímeros especiais Amodel PPA, Ryton PPS, Veradel PESU, AvaSpire PAEK, KetaSpire PEEK, Torlon PAI, e Tecnoflon FKM.

    Todos esses materiais já são comercializados e têm grande aceitação pelas indústrias automobilísticas, de aviões, trens, metrôs e outros meios de transporte. Também são indicados para os setores de petróleo e gás, equipamentos e implantes médicos e odontológicos, eletroeletrônicos, eletrodomésticos e produtos industriais de consumo.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *