Feiras e Eventos

26 de julho de 2016

Notícias: Feira de plásticos atrai expositores

Mais artigos por »
Publicado por: Antonio Carlos Santomauro
+(reset)-
Compartilhe esta página
    Plástico Moderno, Liliane espera contar com mais de 400 empresas

    Liliane espera contar com mais de 400 empresas

    Já estão sendo comercializados os espaços da Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha, encontro de negócios relacionados às cadeias do plástico e da borracha, cuja primeira edição está programada para março do próximo ano na cidade de São Paulo. “Já vendemos, para oitenta empresas, cerca de 9 mil m² de área de exposição”, conta Liliane Bortoluci, diretora de portfolio da Informa Exhibitions, a organizadora da feira. “Até a data do evento, deveremos ter confirmadas as presenças de quatrocentos expositores”, acrescenta.

    Romi, Carnevalli, Pavan Zanetti, Mecalor, Multipack Plas, Polimáquinas, Mainard, Tsong Cherng e Miotto são algumas empresas que já adquiriram espaços na Plástico Brasil, que terá programação bienal, sempre nos anos ímpares, e realizado em conjunto pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) e Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim).

    A estratégia de divulgação do evento inclui a montagem de estandes em diversas feiras direta ou indiretamente vinculadas à indústria do plástico: casos da EMO, de Milão (Itália), e da Fispal (Feira Internacional de Processos, Embalagens e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas), nas quais foram montados estandes em 2015. Este ano, essa montagem aparecerá na Plastimagem (México), na Expoplas (Peru), na K (Alemanha) e na NPE (EUA).

    Também já foram garantidos os apoios de diversas entidades setoriais, brasileiras e internacionais: a europeia Euromap, a norte americana SPI (The Plastics Industry Trade Association), a mexicana Anipac (Asociación Nacional de Industrias del Plástico), e a Caip (Cámara Argentina de la Industria Plástica), são algumas delas. “Essas entidades dão apoio na divulgação e arregimentação de interessados em expor e vir para o Brasil”, relata Liliane.

    A Plástico Brasil será também palco de dois projetos desenvolvidos com a Apex-Brasil (Associação Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos): o Projeto Comprador, que trará ao país potenciais clientes estrangeiros das empresas do setor, e o Projeto Imagem, pelo qual jornalistas do exterior virão acompanhar o evento.

    Carlos Pastoriza, presidente da Abimaq, fala da Plástico Brasil como uma “quebra de paradigmas” na trajetória dos eventos empresariais brasileiros. Primeiro, por ser uma feira realizada pelas entidades representativas dos expositores, como a própria Abimaq – idealizadora do projeto – e a Abiquim, posteriormente convidada para se associar a ele. A Informa Exhibitions atua apenas como prestadora de serviços. “As principais feiras internacionais pertencem às próprias entidades setoriais”, destaca.

    Além disso, prossegue Pastoriza, o novo encontro ocorrerá em um espaço de exposição totalmente modernizado (ver box) e foi programado para uma data que não coincidirá com nenhum evento internacional importante para a indústria do plástico. “Creio que até o início da primeira realização, em março de 2017, o país já estará novamente em um momento muito favorável, outra vez em rota de crescimento”, projeta o presidente da Abimaq.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *