Plástico

28 de agosto de 2011

Plastech – Mais robusta, a feira dobra o número de expositores e espera receber 25 mil pessoas

Publicado por: Fernando C. de Castro e Gisele Soares
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Plástico Moderno, Plastech - Mais robusta, a feira dobra o número de expositores e espera receber 25 mil pessoas

    A diretoria do Sindicato da Indústria do Material Plástico do Nordeste Gaúcho confia no fortalecimento da próxima Plastech Brasil – Feira de Tecnologias para Termoplásticos e Termofixos, Moldes e Equipamentos –, que alcança a sua terceira edição. Para 2011, o organizador espera dobrar o tamanho do evento em número de expositores, com um crescimento considerável em relação à segunda mostra, realizada em 2009. A feira já conta com mais de 280 expositores; e a expectativa é apresentar mais de 700 marcas nacionais e do exterior a um público próximo de 25 mil pessoas. A Plastech Brasil 2011 será realizada de 16 a 19 de agosto, no Complexo dos Pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul-RS.

    Plástico Moderno, Alfredo Schmitt, Presidente do Sinplast-RS e da Abief, Plastech - Mais robusta, a feira dobra o número de expositores e espera receber 25 mil pessoas

    Schmitt: evento representa oportunidade para exportar

    O Complexo da Festa da Uva, no Parque Mário Bernardino Ramos, um dos maiores e mais completos espaços para eventos do Brasil, conta com 367.142 metros quadrados de área total disponível e está instalado em local privilegiado, com acesso facilitado, cercado por uma ampla área verde em uma região elevada, oferecendo uma bela vista panorâmica da cidade. Para organizar a visitação, as ruas dos estandes foram divididas em setores: matérias-primas e produtos básicos, máquinas, equipamentos e acessórios, moldes e ferramentas, transformadores de plástico, instrumentação, controle e automação, serviços e projetos técnicos, publicações técnicas e entidades e instituições do país e do exterior. A Plastech Brasil 2011 contará com aproximadamente dez mil metros quadrados de área de exposição de estandes, ocupando, na totalidade, o Centro de Eventos e o Pavilhão 1.

    Caxias do Sul se caracteriza como um dos maiores polos industriais do sul do Brasil com mais de 32 mil empresas de grande, médio e pequeno porte. Além disso, o eixo Porto Alegre – Caxias do Sul concentra a grande maioria dos setores ligados à exportação do estado. O comércio entre Caxias do Sul e o restante do mundo é também um importante fator de sustentação e de crescimento da economia local. As exportações caxienses são concentradas no complexo metal-mecânico e apresentam crescimento superior às importações.

    A cidade tem o terceiro PIB do estado. Uma ampla rede hoteleira dá suporte ao turismo e ao crescimento empresarial e na região. São muitas as opções, fazendo de Caxias do Sul um ótimo local para aliar bons negócios e lazer.

    Plástico Moderno, Orlando Marin, Presidente do Simplás, Plastech - Mais robusta, a feira dobra o número de expositores e espera receber 25 mil pessoas

    Marin enfatiza a presença de um público mais técnico

    O empreendedorismo também se destaca no segmento plástico, com a constante instalação de novas indústrias. A Serra Gaúcha comparece em termos nacionais processando mais de 450 mil toneladas/ano, somente na área de abrangência do Simplás. A região atendida pelo sindicato também possui mais de 450 empresas de transformação e é considerada a maior consumidora de resinas plásticas do Rio Grande do Sul, contando com um universo de máquinas e equipamentos utilizados que ultrapassa quatro mil unidades.

    As ações de divulgação da Plastech Brasil 2011 são planejadas para cumprir o papel de divulgação institucional e criar um cenário de negócios no período que antecede a feira. Desta forma, destaca-se a participação em feiras do segmento, do Brasil e do exterior, o que resulta numa maior aproximação e relacionamento com as empresas expositoras e com as que ainda não o são. Outro destaque é a parceria com a mídia especializada, por meio de revistas e sites do segmento no estado e no país.

    Organizada e realizada pelo Simplás, a Plastech simboliza a reunificação política dos três sindicatos de transformadores de termoplásticos do Rio Grande do Sul e conta com o apoio das principais entidades representativas do setor no país, tais como: Abiplast, Abief, Abmaco, Abimaq, Adirplast, Abimei, Siresp e INP. O presidente do Simplás, Orlando Marin, destaca que a Plastech tem a participação de um público qualificado e direcionado para as novidades do mundo do plástico.

    Para o presidente do Sinplast-RS e da Abief, Alfredo Schmitt, a expectativa é “conseguir manter um crescimento do setor um pouco acima da variação do PIB em 2011”. Ele acredita que a Plastech pode ajudar o setor de plásticos em geral – e o de embalagens em particular – a aumentar os volumes e o número de empresas exportadoras. “Uma feira com expositores nacionais e internacionais, com pessoas vindas de diferentes lugares do Brasil e do exterior, representa oportunidades de encontros de empresas, absorção de tecnologias e realização de negócios”, declara Schmitt.

    Feira conta com atividades paralelas

    Além de exposição e negócios, a Plastech Brasil 2011 possibilitará novos conhecimentos para os públicos envolvidos com o segmento plástico. A programação terá início no dia 17 de agosto, com uma palestra especial. No dia 18 acontece o 1º Fórum Plastech Brasil, com a participação da Universidade de Caxias do Sul, Universidade Luterana do Brasil, Instituto Federal do Rio Grande do Sul e Faculdade de Tecnologia,  apresentando o tema “Inovação, Sustentabilidade e Tecnologia no setor Plástico”.

    Integrando a programação da feira, serão oferecidos cursos de qualificação: “Segurança em Máquinas Injetoras”, ministrado pelos instrutores da Fundacentro – Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho; “Produtos e Moldes”  e  “Defeitos em Injeção”, ambos aplicados por instrutores da Sociedade Educacional de Santa Catarina (Sociesc).  Também o Senai do Plástico estará com uma programação de qualificação especial neste período de realização da Plastech Brasil.

    Os expositores contarão com salas em formato de auditório, com toda a infraestrutura necessária para desenvolver palestras ou treinamentos técnicos, mediante agendamento prévio.

    Projeto comprador – A Plastech Brasil pretende marcar a edição de 2011 como um dos maiores encontros comerciais para a cadeia produtiva plástica do país pelo sucesso na promoção de negócios. Uma das estratégias é promover a consolidação de parcerias vantajosas com iniciativas como as Rodadas de Negócios do Sebrae e o Projeto Comprador. Por intermédio deles, os expositores da feira ficam frente a frente com empresas que demandam e ofertam produtos e serviços. Nesse contato inicial, oferecido pela feira, fabricantes e compradores negociam em rodadas simultâneas com duração máxima de 20 minutos. É o momento perfeito para alinhavar novos negócios.

    A Rodada de Negócios, elaborada pelo Sebrae, acontece no dia 18 de agosto, das 14 às 20 horas, no espaço localizado no Pavilhão 1. As compradoras serão prospectadas pelo Simplás, entidade que realiza a feira. E as vendedoras serão as empresas expositoras e as dos projetos que o Sebrae desenvolve, dentro do respectivo segmento.  Já o Projeto Comprador, realizado pelo Export Plastic e Apex Brasil, irá possibilitar aos expositores da feira um contato direto com compradores internacionais, em ações integradas no Brasil e no exterior, o que amplia as chances de realização de negócios.

     

    Saiba mais:



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *