Notícias

10 de abril de 2012

PLA com maior impactos sobre injeção e extrusão

Mais artigos por »
Publicado por: Maria Aparecida de Sino Reto
+(reset)-
Compartilhe esta página

    A fabricante de compostos termoplásticos RTP anuncia a expansão de sua linha de formulações de bioplásticos baseados em ácido polilático (PLA) para incluir grades com modificadores de impacto adequadas para aplicações duráveis e semiduráveis. Esses novos compostos oferecem resistência ao impacto e uma das mais altas temperaturas de deflexão de calor, impossíveis com resina PLA não modificada, proporcionando um desempenho equivalente aos termoplásticos tradicionais.

    Os novos materiais, disponíveis nos graus de injeção e extrusão, expandem a linha de produtos baseados em PLA, incluindo blendas de PLA com resinas termoplásticas tradicionais, além de compostos de PLA reforçados com fibra de vidro. E ainda oferecem formulações de impacto modificadas, nucleadas e reforçadas com minerais.

    Níveis variados de modificação de impacto estão disponíveis fornecendo várias combinações de rigidez e ductilidade. Os compostos estão disponíveis em versões opacas e translúcidas e podem também incorporar ingredientes compatíveis com a FDA.

    Os compostos de PLA modificados ao impacto podem alcançar impacto Izod comparável ao das blendas PC/ABS. Nucleantes de alto desempenho elevam a temperatura de deflexão de calor até 1,5 vez, em graus Fahrenheit, conferindo aos compostos de PLA bioplásticos desempenho semelhante ao ABS, ao poliestireno de alto impacto e ao acrílico. De acordo com o fabricante, uma característica exclusiva desses compostos é o excelente equilíbrio de resistência e rigidez.

    Componente de base biológica da RTP, a resina de PLA é derivada de recursos renováveis e sustentáveis. Além disso, sua produção consome menos energia e produz menos CO2 em comparação aos termoplásticos derivados de petróleo.

    Os bioplásticos são parte do portfólio de produtos da RTP Companys Eco Soluções, o qual ainda inclui compostos formulados com resinas de base biológica ou conteúdo reciclado, fibras naturais, com retardantes à chama livres de halogênio, ou aditivos para resistência ao desgaste.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *