Máquinas e Equipamentos

24 de janeiro de 2010

Perspectivas 2010 – ABIMAQ – Negócios auspiciosos animam o mercado de equipamentos

Mais artigos por »
Publicado por: Wilson Carnevalli
+(reset)-
Compartilhe esta página
    Plástico Moderno, Perspectivas 2010 - ABIMAQ - Negócios auspiciosos animam o mercado de equipamentos

    Wilson M. Carnevalli é Presidente da CSMAIP

    O ano de 2009 começou com muita expectativa e apreensão para os fabricantes de máquinas em geral, graças à crise econômica mundial que eclodiu também no Brasil com consequências bastante relevantes à nossa indústria no último trimestre de 2008. Os empresários que estavam bastante pessimistas em relação ao desempenho da economia do país no início do ano passaram a acreditar numa reação do mercado com base em alguns indicadores que surgiram na economia no segundo trimestre de 2009. Dentre estes, podemos destacar a produção elevada de veículos e eletrodomésticos da linha branca em virtude da redução do IPI, retomada gradual do crédito, investimentos na construção civil, recuperação da bolsa de valores, redução da aplicação na ciranda financeira em razão da forte redução da taxa de juros, direcionando mais os investimentos para a produção etc. Todas essas boas notícias fizeram com que o nível de confiança dos empresários e consumidores se elevasse, atingindo percentuais expressivos. Esse cenário fez com que a indústria do plástico naturalmente também aproveitasse todas as oportunidades de uma economia em recuperação e aquecida em relação aos demais países do mundo.

    Na minha opinião, além do exposto acima, dois fatores foram determinantes para o magnífico desempenho dos fabricantes de máquinas para a indústria plástica. O primeiro foi a realização da Brasilplast, em São Paulo, no início de maio. Creio que muitas empresas que haviam deixado de comprar no início do ano aproveitaram a feira para concretizar os negócios que estavam engavetados. O resultado foi que tivemos uma das melhores feiras em termos de vendas dos últimos anos, tanto para clientes nacionais quanto para internacionais. O segundo fator determinante para o excepcional desempenho do setor foi o lançamento do Finame PSI por parte do BNDES no final de junho. Este pacote de incentivo foi elaborado com condições extremamente interessantes no que tange à taxa anual de juros, prazo e carência de pagamentos. Essas condições alavancaram definitivamente o mercado de máquinas e equipamentos não só para a indústria de plásticos como para os demais segmentos em geral. Surpreendentemente, o mercado em 2009 se mostrou ainda mais aquecido do que o de 2008, antes da crise. Nunca se vendeu tanta máquina!
    Em 2010, as perspectivas são as melhores possíveis em razão dos indicadores favoráveis da economia brasileira e também dos investimentos previstos no país para os próximos anos. O Brasil tornou-se hoje um dos países mais admirados e de interesse mundial para investimentos. Além das várias possibilidades que o país apresenta, eventos como a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016 trarão muitos investimentos para a nossa economia.

    Voltando à indústria do plástico, creio que 2010 será ainda um ano de muitos investimentos, porém, é necessário que a nossa instituição continue trabalhando firme com o governo para que possamos manter os programas de incentivo à indústria de máquinas, como liberação de crédito com custo de capital baixo, proteção às empresas nacionais contra a entrada de produtos asiáticos de baixíssima qualidade e sem critérios, desoneração fiscal e incentivo à exportação com linhas de crédito de longo prazo a nossos clientes similar ao Finame PSI.

    Em termos tecnológicos, 2010 se apresenta como um ano muito interessante e de muita expectativa para nós da indústria de máquinas, pois teremos a realização de quatro grandes feiras com destaque especial para a K, em Dusseldorf, na Alemanha, onde são apresentadas as maiores novidades que irão nortear a tecnologia para as máquinas nos anos subsequentes. Teremos, ainda, a Brasilpack, em São Paulo, que também agregará muitos negócios.

     

    Saiba mais:



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *