Embalagens

23 de janeiro de 2009

Perspectivas 2009 – Abre – Setor supera crise da economia mundial e mantém crescimento

Mais artigos por »
Publicado por: Paulo Sergio Peres
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Plástico Moderno, Paulo Sérgio Peres, presidente da Associação Brasileira de Embalagens (Abre)Perspectivas 2009 - Abre - Setor supera crise da economia mundial e mantém crescimentoMesmo com a crise mundial iniciada em setembro, o setor de embalagens teve um ano de desenvolvimento e bons negócios e deve fechar 2008 com um crescimento em torno de 1,5% em sua produção física. Para 2009, a expectativa é de que a indústria de embalagens, mesmo sendo afetada pela economia global ainda em crise, mantenha-se em crescimento, porém, mais modesto.

    Em 2008, a Abre, entidade que representa todo o setor de embalagem, realizou inúmeras ações que beneficiaram toda a cadeia produtiva e usuária, cumprindo seu papel primordial de promover a interface com o mercado, o governo e a sociedade.

    Por intermédio de inúmeros estudos, como a pesquisa estratégica “A satisfação dos usuários de embalagem em relação à cadeia fornecedora” e a “Pesquisa econômica Abre/Ibre-FGV”, a associação possibilitou às indústrias traçar estratégias com mais segurança e melhor visão mercadológica.

    Plástico Moderno, Perspectivas 2009 - Abre - Setor supera crise da economia mundial e mantém crescimento

    Ratificando o alto nível da indústria nacional, teremos nove embalagens brasileiras recebendo, em março próximo, o Worldstar – a maior premiação mundial de embalagem. Estas foram premiadas no 8º Prêmio Abre de Design & Embalagem, que obteve recorde de inscrições – cerca de 500 – e, por meio de um julgamento ainda mais apurado e criterioso, premiou os 27 melhores projetos brasileiros de embalagem do ano.

    Representando a indústria brasileira de embalagem em feiras internacionais do setor, a entidade, além de fazer a interface de seu mercado com grandes players internacionais, bem como com representantes setoriais oriundos de todo o mundo, trouxe para os seus associados informações, tendências e novidades. Embalagens inteligentes, que tenham praticidade, facilidade e diferenciação na abertura/fechamento e on-the-go, devem ser destaque no mercado nos próximos anos, assim como a sustentabilidade em seu sentido mais amplo já faz parte do cotidiano de inúmeras empresas de embalagens, sendo incorporada como um aspecto primordial no desenvolvimento da indústria.

    Nesse sentido, a Abre definitivamente selou com o mercado que representa um pacto em nome do desenvolvimento sustentável e contínuo da indústria brasileira de embalagem.

    *Paulo Sérgio Peres é presidente da Associação Brasileira de Embalagens (Abre).



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *