Plástico

3 de maio de 2011

Notícias – Transformação ganha laboratório de aplicações

Mais artigos por »
Publicado por: Gisele Soares
+(reset)-
Compartilhe esta página

    A The Dow Chemical Company abre uma nova porta ao transformador de plástico com a inauguração do primeiro Centro de Desenvolvimento de Aplicações de Plásticos, em Jundiaí-SP. Esse laboratório traz ao mercado uma inovação voltada às diversas áreas de aplicação, embalagens especiais para alimentos, filmes e embalagens industriais, embalagens rígidas e soluções para o mercado de tubos de polietileno (tubos de pressão, distribuição de água e irrigação).

    Plástico Moderno, Notícias - Transformação ganha laboratório de aplicações

    Testes dispõem de equipamentos de última geração

    Com a criação desse polo de pesquisas, a empresa quer desenvolver entre os clientes soluções que contribuam com o avanço e o diferencial no mercado, com agilidade e eficiência. Outro objetivo é inovar com os princípios da sustentabilidade, ajudando os transformadores a encontrar soluções saudáveis. Para isso, a empresa oferece resinas com melhor desempenho, o que propicia a redução de matéria-prima na natureza.

    Capaz de identificar possíveis falhas do produto antes de ele chegar às mãos do cliente, o centro de desenvolvimento realiza testes quanto ao seu comportamento na fase final da aplicação. No momento em que recebe a embalagem finalizada, o cliente pode acompanhar todas as informações do resultado do produto; isso torna o laboratório diferente dos convencionais.

    Em uma área ocupada de 1.100 m², o local conta com uma divisão em quatro setores: laboratório de caracterização de polímeros, laboratório de testes físicos, planta piloto e auditório de treinamento. O primeiro foi desenvolvido para realizar testes que identificam materiais, tais como os tipos de polímeros e aditivos que foram utilizados, identificação microscópica de estruturas, presença de contaminantes e a reologia. Já no laboratório de testes físicos, segundo a empresa, há equipamentos de última geração para a realização de todos os testes requeridos pelo órgão de normatização American Society for Testing Materials (ASTM), como escoamento e perfuração, impacto ao dardo, propagação ao rasgo, ótica e tensão de ruptura. Nessa seção também há a possibilidade de analisar as propriedades em baixa temperatura, até -40ºC.

    Plástico Moderno, Notícias - Transformação ganha laboratório de aplicações

    Costa encomendou novas máquinas, aguardadas para o próximo ano

    No local destinado à planta piloto será implantada uma linha de extrusoras com capacidade de produzir filmes pelos processos tubular e plano. Em pequena escala, essas extrusoras reproduzem as condições de operação no chão de fábrica. Em destaque nessa seção há duas máquinas: uma piloto, a Dr. Collin, com cabeçote plano, automatizada e bastante ágil, e a Highlight, que opera para simulação de teste, verificando o filme quanto à perfuração e ao estiramento.

    Com o intuito de expandir o mercado, o gerente de pesquisas e desenvolvimento de filmes industriais e embalagens de consumo para a área de plásticos da Dow na América Latina, Carlos Costa, afirma que outros equipamentos estão a caminho. As termoformadoras, os túneis de encolhimento e as empacotadoras verticais automáticas são esperados para 2012.

    Na última seção do laboratório, a Dow oferece um auditório de treinamento, local destinado ao aperfeiçoamento da sua equipe. Com capacidade para 70 pessoas, contribui também para que os clientes da companhia treinem igualmente suas equipes técnicas. Um diferencial nesse laboratório é o fato de a nova estrutura em Jundiaí estar interconectada on-line aos demais laboratórios da Dow no mundo. Assim, todas as unidades da companhia e laboratórios têm acesso aos resultados dos testes executados nos Estados Unidos.

    Para Costa, o laboratório de aplicações, que ainda não chegou à sua configuração final, representa o maior investimento deste ano. Ainda será aperfeiçoado até atender às expectativas do mercado.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *