Feiras e Eventos

31 de julho de 2013

Notícias: Organizadores da K ratificam perfil comprador do brasileiro

Mais artigos por »
Publicado por: Maria Aparecida de Sino Reto
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Plástico Moderno, Notícias: Organizadores da K ratificam perfil comprador do brasileiroAltos executivos da organização responsável pela maior feira mundial do plástico e da borracha, a tradicional K, realizada a cada três anos em Düsseldorf, na Alemanha, estiveram no país recentemente para divulgar o evento. Não à toa. O elevado número de visitantes brasileiros, muito acima do de expositores, denota um perfil de país comprador. Segundo dados da organizadora Messe Düsseldorf, onze empresas brasileiras montaram estande na última edição da K, em 2010, enquanto quase 4.200 visitantes do país percorreram os corredores da feira. As expectativas são de manter essas participações estáveis. Até o momento, há registro de dez expositores nacionais e uma área reservada de 1.400 m2. Mas os números ainda não estão fechados, há empresas com confirmação pendente.

    Comparado aos outros países do bloco dos BRICS, o perfil brasileiro se aproxima do dos russos, representados por onze empresas e área de 550 m2, e dista longe dos chineses. Com forte foco nas vendas, o país asiático leva neste ano 400 expositores para a K, contra cerca de 220 na edição anterior. Em espaço, os chineses avançam entre 20% e 30% a cada evento e ocupam desta vez área de 10 mil m2. Embora com número estável de expositores, 130 participantes neste ano, a Índia cresceu em tamanho e ocupa agora 5 mil m2.

    Os 19 pavilhões de Düsseldorf abrigam, neste ano, cerca de 3 mil expositores. Abrem seus portões para um público superior a 200 mil visitantes dispostos a percorrer os mais de 160 mil m2 da exposição em busca de tendências e inovações, o principal pilar da K e que a tem mantido no topo do pódio mundial das mostras da indústria do plástico e da borracha. Dados dos organizadores apontam que só os expositores internacionais ocupam 105.240 m2.

    A grande onda global de eficiência energética e economia de recursos move também esta K, concentrada em mostrar como a indústria do plástico aprimorou sua tecnologia para uma atuação mais sustentável. O visitante encontrará inúmeras opções em equipamentos e matérias-primas dentro desse contexto. Máquinas que produzem mais e com menos consumo de energia e insumos baseados em recursos renováveis. O presidente do conselho de expositores, Ulrich Reifenhäuser, assegurou que aumentar a produtividade com uma maior eficiência energética é a promessa da maioria das empresas presentes na feira.

    Gerente de área da Messe Düsseldorf, Erhard Wienkamp destaca dois diferenciais da K 2013: a presença de cientistas e um pavilhão temático. Pela primeira vez a feira conta com a presença das universidades, agrupadas no Pavilhão 7, o Campus de Ciência (Science Campus), onde o visitante confere o rumo que tomam as pesquisas desenvolvidas nas universidades e institutos, com temas como bioplásticos e eletrônica impressa. O Pavilhão 6 reserva uma exposição especial, “Plástico Movimenta”, com discussões que apontam a capacidade do plástico em termos de mobilidade e sustentabilidade.

    Mas ninguém se arriscou a prognosticar valores relativos a negócios gerados na feira. Os executivos alegaram que poucos negócios se efetivam durante o evento e justificaram que as empresas comparecem à mostra com o propósito de se mostrar e de se comparar com a concorrência. Os resultados em pedidos aparecem nos meses subsequentes à exposição, com base nos contatos nela mantidos.

    Prepare-se – O site da feira (www.k-online.de) provê diversas facilidades para quem pretende andar pelos corredores da K. Os interessados podem procurar empresas específicas na área de “Empresas e Produtos” e visualizar uma lista de empresas de áreas especiais ou de países específicos e fazer download.

    Outra função bastante útil é a matchmaking: uma bolsa de contatos da internet para aproximar expositores e visitantes. É possível fazer perguntas, visualizar ofertas on-line, buscar novos parceiros, entre outras facilidades. Segundo sugere a organização, a ferramenta permite estabelecer contatos antes da feira e um encontro para conversas concretas no evento.

    O visitante também compra via internet e-Tickets a um preço mais atraente. Enquanto nos caixas de Düsseldorf, o desembolso é de 65,00 euros, o bilhete do dia sai por 49,00 euros on-line. Além disso, como na última K, o preço do ticket inclui a utilização de ônibus e trens públicos na região.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *