Feiras e Eventos

8 de maio de 2012

Mecânica – Feira promete ser uma das melhores dos últimos tempos

Mais artigos por »
Publicado por: Rose de Moraes
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Plástico, Mecânica - Feira promete ser uma das melhores dos últimos tempos

    A 29ª Feira Internacional da Mecânica, maior vitrine de bens de capital e plataforma de negócios do setor industrial da América Latina, deverá trazer à tona toda a potencialidade industrial brasileira, e também de dezenas de outros países, em máquinas, equipamentos e componentes voltados às produções seriadas e em grande escala. Realizada de 22 a 26 de maio, no pavilhão de exposições do Anhembi, em São Paulo, a Mecânica deste ano também promete ser a mais completa, atrativa e interativa de todos os tempos.

    Meses antes do fechamento das reservas, mais de 2 mil expositores, procedentes de 37 países, já haviam reservado estandes para levar novidades e lançamentos à megamostra, organizada bienalmente pela Reed Exhibitions Alcantara Machado – joint venture formada pelas duas tradicionais organizadoras de feiras que completará seis anos de parceria em novembro próximo.

    Prestigiada por mais de 900 expositores nacionais e pela participação mais numerosa neste ano de empresas da Alemanha (107), Estados Unidos (101), Itália (86) e China (50), a Mecânica, a precursora de todas as feiras brasileiras, ao completar 52 anos de realização, foi aprimorada pela setorização concentrada em 12 grandes áreas industriais, para oferecer aos visitantes a oportunidade de conhecer de perto todas as novidades expostas numa extensão de 85 mil metros quadrados: automação, ferramentas, soldas, máquinas e equipamentos, motores e redutores, tratamento ambiental e refrigeração, válvulas, bombas e compressores, movimentação e armazenagem, fornos, estufas e caldeiras.

    Plástico, Liliane Bortolucci, diretora da Reed Exhibitions Alcantara Machado, Mecânica - Feira promete ser uma das melhores dos últimos tempos

    Liliane lamenta falta de espaço, que impede maior crescimento

    “A Mecânica só não cresce mais por falta de espaço físico”, informou a diretora da Reed Exhibitions Alcantara Machado, Liliane Bortolucci, responsável pela Mecânica e por mais doze feiras industriais assinadas pela organizadora. “Isso prova que a indústria nacional, embora passe por dificuldades, ainda tem fôlego para gerar novas oportunidades e novos negócios”, completou a diretora.

    Considerada uma das maiores feiras industriais do mundo, a Mecânica ocupa a quarta posição no ranking entre suas congêneres, realizadas na Alemanha, Itália e Estados Unidos. O bom momento econômico vivido pelo Brasil, em contraposição às crises que se alastram pelas economias europeias, somado à divulgação e à venda de espaços para a feira, realizadas no exterior por vários escritórios da organizadora, também se refletiram neste ano no grande interesse dos expositores internacionais em participar do evento, alguns dos quais, contando com comitivas mais numerosas, organizados em cinco ilhas dedicadas ao empresariado da Alemanha, Itália, Espanha, Argentina e França.

    Oferecendo maior conforto aos participantes, a cerimônia de abertura da Mecânica será realizada pela primeira vez no auditório do Hotel Holiday Inn, no Parque Anhembi, ao lado do pavilhão de exposições, onde estarão sendo recebidos convidados, personalidades e palestrantes.

    A abertura do evento contará com a presença do professor e doutor em economia Antonio Corrêa de Lacerda. Professor da PUC/SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) e ex-presidente do Conselho Federal de Economia, Lacerda irá abordar como tema a economia brasileira e a indústria nacional.

    A Mecânica deste ano também abriga pela primeira vez a Ambiental Expo, 3º Congresso e Exposição de Tecnologias Ambientais, com realização programada também para o auditório e para a área de exposições do Hotel Holiday Inn, nos dias 23 e 24 de maio, das 8 às 17 horas. “A Ambiental Expo, a ser realizada simultaneamente à Mecânica, contará com especialistas renomados que virão apresentar contribuições e soluções voltadas ao meio ambiente”, informou Liliane.

    No elenco de palestras programadas para o primeiro dia de congresso (24), os temas se propõem a avaliar previamente os principais tópicos da Rio+20, além de abordar as diretrizes e as metas do Plano Nacional de Resíduos Sólidos e suas consequências sobre os setores produtivos agrícola, industrial e de serviços, e também analisar a complexidade da matriz energética nacional, bem como a necessidade de mudança para um modelo mais sustentável de produção.

    Outras abordagens de grande interesse nacional e internacional irão focalizar o desenvolvimento das explorações do Pré-Sal, com a possibilidade de se obter resultados positivos, avaliandose as vantagens econômicas e os riscos ambientais envolvidos.

    Na área de saneamento, o tema a ser apresentado se propõe a analisar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), instituído pelo governo federal, sob a ótica de verificar se está realmente servindo de alavanca aos projetos de infraestrutura e de saneamento que necessitam ser implementados no país. Outro tema que será debatido envolverá o licenciamento ambiental e os fatores-chave para o planejamento das operações, bem como o novo código florestal brasileiro.


    Página 1 de 712345...Última »

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *