Feiras e Eventos

21 de dezembro de 2016

K antecipa o futuro dos plásticos

Mais artigos por »
Publicado por: Marcelo Fairbanks
+(reset)-
Compartilhe esta página
    Plástico Moderno, Mais de 200 mil visitantes são esperados pelos organizadores da feira

    Mais de 200 mil visitantes são esperados pelos organizadores da feira

    Os plásticos moldam o futuro. Esse é tema da K 2016, a mais importe exposição de produtos e serviços do mundo para o setor de plásticos e borrachas, com extensa programação técnica paralela, que será realizada de 19 a 26 de outubro, no centro de exposições de Düsseldorf, na Alemanha. A Messe Düsseldorf, empresa organizadora, espera receber perto de 300 mil visitantes, meta nada impossível, pois a edição anterior, de 2013, registrou a presença de 217.423 pessoas, vindas de 108 países.

    A feira chama a atenção pelo número de expositores (3.220, em 2013, de mais de 50 países, que deve ser ampliado ligeiramente neste ano) mas também pela variedade dos aspectos contemplados, abrangendo toda a cadeia produtiva: das resinas aos produtos transformados, passados pelos equipamentos e máquinas de processo e, principalmente, pelos sistemas de automação, cada vez mais populares. Nem mesmo serviços de análises e verificação da qualidade, assim como desenvolvedores de tecnologias, ficaram de fora.

    Plástico Moderno, K 2016: Injetoras aprimoram comandos para seguir maré da indústria 4.0 e proporcionar mais flexibilidade com custos competitivosO tema deste ano revela o objetivo de proporcionar aos participantes uma visão sobre as pressões que serão exercidas contra a indústria do plástico nos próximos anos. A escassez de recursos, alterações climáticas, necessidade de encontrar novas fontes mais sustentáveis de energia e o crescimento populacional impõe ao setor a busca de inovações, tanto na área de materiais, quanto nos processos de transformação. Atualmente, as combinações de novas resinas com design mais avançado de produtos têm conseguido reduzir significativamente o peso de muitos itens importantes, sem prejuízo de seu desempenho. Ao mesmo tempo, a evolução do conceito de indústria 4.0 – a quarta fase da revolução industrial – provoca profundas transformações no chão de fábrica, multiplicando a presença de robôs e de maquinários autocomandados, com elevada repetibilidade e baixa incidência de erros.

    Esses aspectos e muitos outros compõe a base para o futuro do setor. Há inovações para muitos segmentos de aplicação, como aeroespacial, embalagens, produtos de uso médico, eletrônicos, fios e cabos, entre muitos outros. Durante a exposição, serão promovidas várias palestras e debates, sob a organização da Plastics Europe e Messe Düsseldorf.

    Universidades, institutos de pesquisas e de ensino participarão ativamente do Science Campus, um fórum que reunirá a nata da pesquisa mundial do setor de polímeros e de tecnologia de transformação, em espaço reservado exclusivamente para isso.

    Abrigar tantos encontros, pessoas e equipamentos com conforto exigiu contar com 171 mil m² de área, divididos em 19 pavilhões contíguos e especializados por temas. Recomenda-se ao visitante planejar muito bem sua passagem pela K 2016 para obter o melhor resultado possível. Os organizadores deixaram aberto o site de relacionamento www.k-online.com para orientações gerais, localização de expositores e programa de conferências. Para facilitar ainda mais a visitação, pode ser baixado um aplicativo gratuito para smartphones (iPhone ou Android) que conta com mapa interativo de todos os pavilhões, facilitando encontrar os expositores mais interessantes, conhecendo seus dados e linha de produtos.

    Plástico Moderno, A K 2016 ocupará os 19 pavilhões da Messe Düsseldorf, com 171 mil m²

    A K 2016 ocupará os 19 pavilhões da Messe Düsseldorf, com 171 mil m²

    Presença obrigatória – Gigante petroquímica internacional com origem brasileira, a Braskem participa da K desde o início dos anos 2000, mas não se limita a divulgar sua produção de polipropileno instalada na Alemanha. “Nós estamos nos globalizando cada vez mais e a K nos permite exibir toda a linha de resinas de que dispomos para nossos clientes globais”, comentou Luciano Guidolin, vice-presidente executivo.

    Além de reforçar relacionamentos com parceiros mundiais, a Braskem também aproveita a feira para mostrar a evolução de seus produtos e oferecer uma base de apoio e relacionamento para seus clientes de todas as nacionalidades, especialmente os brasileiros, que visitam a K em grande número. “Estarão presentes todas as nossas equipes de negócios de todas as regiões em que atuamos”, afirmou.


    Página 1 de 212

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *