Feiras e Eventos

9 de janeiro de 2011

K 2010 – 2ª Parte – Mercado de injetoras reitera vigor e evidencia inovações tecnológicas

Mais artigos por »
Publicado por: Marcio Azevedo
+(reset)-
Compartilhe esta página

    A edição de 2010 da K, a maior feira mundial do plástico, confirmou o que muitos já sentiam: a crise na indústria já faz parte do passado. Os momentos difíceis entre 2008 e 2009 causaram alguns – e, em certos mercados, muitos – estragos na cadeia do plástico, mas os números demonstravam que, desde a segunda metade de 2009, o vigor econômico havia se reencontrado com fornecedores de matérias-primas, máquinas e transformadores, fato amplamente confirmado tanto por expositores quanto por visitantes da K 2010.Plástico Moderno, K 2010 - 2ª Parte - Mercado de injetoras reitera vigor e evidencia inovações tecnológicas

    Para o presidente do conselho de expositores da K, Ulrich Reifenhäuser, o período em que os negócios andaram em baixa foi utilizado pelos produtores para investir em inovação, por conta da ociosidade da força de trabalho, e esse esforço se revelou na feira, em cujos pavilhões os visitantes foram apresentados a diversas inovações criadas pelos produtores de máquinas. As novidades apresentadas seguem basicamente duas macrotendências predominantes há algum tempo: a economia de energia e a tentativa de preservação dos recursos naturais.

    Os lançamentos – A Sumitomo (SHI) Demag, formada em 2008 pela fusão da antiga Sumitomo Heavy Industries, japonesa, com a alemã Demag Plastics Group, aproveitou as dificuldades do ano de 2009 para se focar em pesquisa e desenvolvimento, ato que culminou com a apresentação de diversas inovações na K. O estande da empresa abrigou seis máquinas, entre elas a El-Exis SP 300-2500da nova série El-Exis SP, com acionamentos elétricos na dosagem, e um acionamento eletrohidráulico para o movimento de abertura do molde, além de acumuladores para a injeção. O modelo em exposição possuía força de fechamento de 300 t, mas a empresa promete expandir a linha com forças entre 150 e 750 t. Durante a feira, a injetora produziu tampas de PEAD com 1,6 g em molde de 72 cavidades. Uma das novas características da série El-Exis SP é um dispositivo denominado activeAdjust, que permite ao operador acelerar cada movimento da injetora em função do processo ou da peça fabricada, uma personalização que leva a menores tempos de ciclo e maior produtividade. Outro ponto interessante é a elevada velocidade de ejeção das peças formadas. Para realizar um movimento de vaivém de 5 mm, a máquina requer apenas 130 milissegundos.

    A expositora também apresentou a nova IntElect 450, a maior injetora 100% elétrica do mercado, com força de fechamento de 450 t. O modelo exposto, IntElect 450-2200, produziu carcaças de conectores de PBT, em molde de 16 cavidades, como maneira de atrair a atenção do mercado para o uso de máquinas elétricas em uma gama maior de aplicações nas faixas de tonelagem mais elevadas, com moldes mais pesados e requisitos mais severos de capacidade de injeção.

    O grupo KraussMaffei foi outro expositor a testemunhar os sinais de recuperação de mercado de máquinas para plástico desde o segundo trimestre de 2009. Nas previsões do CEO da KraussMaffei AG, Dr. Dietmar Straub, a empresa fecharia 2010 com 35% de aumento no volume de pedidos, e um crescimento de 2% nas vendas. “Esperamos um novo impulso ao crescimento forjado pela K 2010, tanto no setor de plástico como um todo quanto no resultado da nossa companhia”, afirmou Straub.

    Como amostra do cenário promissor, o grupo apresentou diversas novidades de suas duas marcas de máquinas para injeção, KraussMaffei e Netstal. Uma delas, lançada na feira, foi o processo ColorForm, que segundo o membro do comitê executivo do grupo, Frank Peters, vai “revolucionar” a fabricação de peças com alto brilho. A tecnologia consiste da aplicação de um revestimento de elevado brilho na peça injetada, com o molde ainda fechado, em um único estágio de produção. Durante a feira, a tecnologia foi demonstrada em uma injetora MX 1000-8100/2000, com fechamento de 1.000 t, auxiliada por robô, fabricando uma pasta de ABS revestida com TPU soft touch. A integração da etapa de revestimento ao processo de injeção gera ganhos de eficiência e redução de custo, pois elimina as etapas de limpeza necessárias a processos de pintura convencionais; e, de fato, elimina qualquer pós-processamento depois da etapa de moldagem. “A junção da pintura à etapa de injeção gera reduções de custo de até 30%”, disse Peters.Plástico Moderno, K 2010 - 2ª Parte - Mercado de injetoras reitera vigor e evidencia inovações tecnológicas

    Outro lançamento da feira foi a nova célula de produção EX CleanForm, projetada para o uso em salas limpas com classificação “classe A”. A solução alcançada com a EX CleanForm elimina processos de esterilização pós-moldagem e a redução de custos pode chegar a 25% se as peças, ao serem desmoldadas, forem imediatamente transferidas para embalagens esterilizadas. Na feira, a novidade foi demonstrada em uma injetora elétrica EX 160-750 CleanForm, produzindo seringas descartáveis sob condições de esterilização, em molde de 48 cavidades e com o auxílio de um robô de seis eixos.

    A subsidiária suíça do grupo, a Netstal, expôs suas máquinas empregadas principalmente na produção de artigos técnicos e peças de paredes fina. Sob o mote “one step ahead” (“um passo à frente”), apresentou duas novas adições à família Elion de injetoras híbridas. No estande, o modelo 2800 produziu vasos de flores de paredes finas e o 2200, tampas de garrafas de PEAD, ambos em ciclos de apenas 2 s. Segundo o vice-presidente sênior de marketing e vendas da Netstal, Thomas Anderegg, as novas injetoras Elion superam suas concorrentes na fabricação de peças de alta precisão e paredes finas: necessitam apenas de metade da energia que as outras competidoras usam para funcionar; possuem capacidade produtiva duas vezes maior, tendo como base de comparação a área de chão de fábrica ocupada, e ainda demandam investimento 30% menor, em relação à produtividade anual.


    Página 1 de 612345...Última »

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *