Feiras e Eventos

1 de fevereiro de 2013

Grande Destaque da Chinaplas será para o setor de moldes

Mais artigos por »
Publicado por: Jose Paulo Sant Anna
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Em termos históricos, durante a realização das últimas edições da Brasilplast, o setor de moldes nacional marcou presença tímida. A Feiplastic, novo nome da maior feira de plástico do Hemisfério Sul, terá nova edição em maio (20 a 24) deste ano e o segmento de moldes deve manter sua participação limitada. Algo bem diferente ocorrerá na Chinaplas, feira internacional que será realizada na China de 20 a 23 de maio de 2013. Lá, o setor vem sendo apontado pelos organizadores como destaque do evento. Em entrevista exclusiva para Plástico Moderno, Stanley Chu, presidente da Adsale Exhibition Services, explica as preocupações que antecipam o crescente desenvolvimento desse mercado previsto para os próximos anos.

    Apontada pelos organizadores como a segunda maior feira de plástico do mundo, a Chinaplas deve atingir uma área de 220 mil metros quadrados, 22% superior à da última edição, realizada em 2011. Estima-se a participação de 2,8 mil expositores de 36 países. O número estimado de visitantes é de 115 mil, vindos de mais de 150 países. Além de gigante, a feira tem o objetivo de trazer as mais novas e avançadas tecnologias. “Plásticos e Borracha são o Futuro foi nosso tema nas últimas edições e continuará a ser em 2013. Prevemos a crescente importância dos plásticos e da borracha nos diferentes aspectos do nosso dia a dia.”

    A mostra contará com a presença de diversas ferramentarias especializadas em moldes de injeção e sopro e de inúmeras empresas ligadas ao setor, como fornecedores de máquinas de usinagem de metais, softwares de CAD-CAM, equipamentos para limpeza, sistemas de travamento e acoplamento de energia, peças padronizadas, fornecedores de aço e equipamentos para reparos de matrizes e texturas, entre outros.

    São esperadas mais de duzentas empresas chinesas e internacionais do ramo. Entre as atrações voltadas para o segmento, Chu aponta o espaço especialmente reservado para demonstrações ao vivo da tecnologia de injeção desenvolvida em Hong Kong, além da exibição de nova máquina CNC de cinco eixos. Também fabricado em Hong Kong, o equipamento oferece: acabamento 3D de moldagem e 24 mil rpm de velocidade das ferramentas de corte e avanço coordenado de perfuração e montagem.

    Filmes e construção – A demanda do mercado para filmes plásticos tem crescido de forma significativa no mercado chinês. De acordo com o Departamento Nacional de Estatísticas daquele país, a fabricação de produtos plásticos aumentou 22,35% em 2011 em relação ao ano anterior. Deste total, a produção local de filmes plásticos correspondeu a 15,41%, número que representa 8,436 milhões de toneladas.

    O imenso potencial desse nicho de mercado não passou despercebido pelos organizadores da Chinaplas. De acordo com Chu, a organização da feira quer proporcionar aos visitantes a ajuda necessária para conhecer os avanços atuais ocorridos sobre o tema. Foi criada a ‘Film Technology Zone’, local onde um grande número de importantes fornecedores poderá apresentar seus lançamentos.

    No espaço, uma ampla gama de técnicas será representada, incluindo linhas de extrusão para filmes de sopro, linhas de extrusão para películas e folhas planas, linhas de alongamento para filmes e filamentos, rebobinadores de talhadeiras, bobinas, equipamentos de medidas e testes para filmes, equipamentos auxiliares para linhas de extrusão de filmes, impressos para filmes, máquinas de laminagem e revestimento e outras tecnologias de processamento de filmes. “Outras técnicas em filmes plásticos também podem ser encontradas na zona de máquinas de embalagem plástica e moldagem por sopro, feita para os compradores da indústria de embalagens”, acrescenta.

    Com a expectativa de que os materiais de plástico e de borracha tenham grande influência na indústria de construção, especialmente nos aspectos de economia de energia, redução de peso e aumento da qualidade, a Chinaplas promete destacar esse filão do mercado. Entre as atrações, vai mostrar modelo em escala 1:1 de uma “casa conceitual”. A ideia serve para ilustrar o avanço do design de construção com o surgimento de materiais translúcidos e o conceito de baixo consumo de energia.

    Coincidência – Este ano, uma coincidência pode dificultar a presença da indústria nacional do plástico na Chinaplas. A Feiplastic será realizada no Parque Anhembi, em São Paulo, de 20 a 24 de maio, na mesma semana da exposição chinesa. Para o presidente da empresa organizadora do evento oriental, o fato de a feira representar grande oportunidade de negócios não deve ser atrapalhado pela sobreposição de datas. “Há muitos anos, a cada ano ímpar, a Chinaplas acontece em maio. Eu acredito que o perfil e o mercado dos expositores e dos visitantes sejam diferentes dos da Feiplastic”, revela.

    De acordo com o presidente, a Chinaplas é uma plataforma internacional para fornecedores estrangeiros encontrarem compradores em potencial no mercado local da China. Os exportadores chineses também contam com a exposição para alcançar compradores estrangeiros em busca de produtos de alta qualidade com preços competitivos.

    Para Chu, a oportunidade para o empresariado brasileiro é fortalecida com o desenvolvimento econômico e o crescimento da classe média nacional, fatores responsáveis pelo aumento do consumo doméstico de plástico nos últimos anos. Além disso, o fato de o país sediar a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016 deve gerar enorme demanda de uso de produtos plásticos na infraestrutura e em produtos finais.


    Página 1 de 212

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *