Máquinas e Equipamentos

5 de abril de 2017

Herrmann Ultraschall, especialista em máquinas de soldagem, apresenta o novo gerador de ultrassom inteligente e de fácil conexão

Mais artigos por »
Publicado por: Plastico Moderno
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Com o novo gerador de ultrassom automatizado AMG, a Herrmann Ultraschall, especialista em máquinas de soldagem, dá o próximo passo no ambiente digital de produção.

     O novo gerador de ultrassom ULTRAPLAST AMG (imagem 01-03 visão única, visão detalhada e série de instalação com o novo gerador AMG) da Herrmann Ultraschall é uma série desenvolvida especialmente para o ambiente da automação. Assim, ele se destina principalmente a construtores de máquinas especiais, que se especializaram na construção de grandes instalações de soldagem por ultrassom com multi-cabeçotes. Eles são geralmente fornecedores da indústria automobilística, no entanto, as áreas médica, eletrônica e técnica de embalagem também se beneficiam do novo desenvolvimento. O AMG atende importantes requisitos para a Industrie 4.0: interfaces apropriadas para comunicação segura, conectável com sensores inteligentes e possibilidade de troca dos aparelhos sem perda de dados.

    Integrado em complexos processos de controle e regulagem, o AMG deixou de ser uma simples fonte de ultrassom, tornando-se um dispositivo de rede central e inteligente da máquina de soldagem por ultrassom. Por meio de algoritmos de controle, o gerador ajusta seus parâmetros de soldagem às mudanças das condições ambientais e, assim, ele próprio influencia o processo de soldagem de maneira otimizada, para alcançar uma qualidade consistente do produto. Condições críticas do processo podem ser detectadas e resolvidas individualmente. As informações são transmitidas ao controle principal da máquina e utilizadas para a retirada de peças defeituosas, o que aumenta a segurança da produção.

    O ULTRAPLAST AMG oferece versões modulares de hardware em uma plataforma do produto nas frequências ultrassônicas 35, 30 e 20 kHz, com uma gama de potência variando de 700 até 2000 Watts. Ele se encaixa em todos os gabinetes elétricos padrão com profundidade de 300 mm. Através de novos módulos de programação, o cliente pode utilizar de maneira rápida e autônoma todo o escopo de funções do gerador de ultrassom, em outras palavras, ele pode controlar e observar o processo de soldagem de maneira otimizada (imagem 04 – captura de tela da interface de usuário). Isso reduz os tempos de engenharia e de start-up.

    Interfaces inteligentes

    Para uma comunicação fácil entre o gerador e o controle principal da máquina, foi implementada no aparelho uma interface de comunicação Ethernet (HCI Herrmann Communication Interface). Ela permite uma troca de dados e sinais rápida e sem interferências com um CLP independente do fabricante, ou seja, uma troca descomplicada dos principais dados do processo de soldagem e informações de status. Dessa forma, também é possível efetuar os ajustes avançados e comandos de controle. Se, além disso, forem necessários mais dados processuais e valores medidos, o ULTRAPLAST AMG pode ser opcionalmente equipado com uma interface do fieldbus em tempo real. São suportados sete dos formatos de fieldbus mais comuns, variando de Profibus, Profinet até DeviceNet e EtherNet/IP

    Diagnóstico e otimização de processos

    O software operacional e de diagnóstico, AMGsim, está disponível como uma ferramenta adicional para o usuário. Com ele, é possível acessar todos os dados processuais através da rede Ethernet durante a produção. A otimização de processos é suportada através de uma representação gráfica dos principais parâmetros de soldagem, além disso, ela auxilia a fácil compreensão do processo de soldagem (imagem 05: gráfico – integração do software AMGsim).

     

    Solda por ultrassom – ideal para produção em massa

    Apesar de  um investimento inicial um pouco mais elevado, a velocidade do processo de solda por ultrassom torna o método atrativo para indústrias com alto volume de produção, como a automotiva, de consumo e médica. Durate o processo, as vibrações ultrassônicas geradas através de energia elétrica derretem precisamente o plástico num ponto ou área previamente definidos, criando uma solda homogênea e robusta. Tempos de ciclo de até 60 ciclos por minuto podem ser realizados, dependendo do tempo de solda requerido, o que normalmente ocorre entre 200 e 800 milissegundos. Não se faz necessário o pré aquecimento de ferramentas, tampouco resfriamento das partes após a solda ocorrer; isso economiza tempo. As peças podem avançar imediatamente para a próxima fase do processo, o que torna o método tão interessante para empresas de automação. Importante para uma implementação de sucesso da tecnologia é uma boa consultoria de aplicação durante a fase de desenvolvimento do projeto. O desenho certo da peça será um fator decisivo para alcançar o melhor resultado possível, no qual as vibrações ultrassônicas estão focadas com precisão na zona de solda.

      

    Herrmann Ultraschalltechnik GmbH & Co. KG,
    Andreas Haug e Catherine Dietz
    Telefone +55 19 3936 2379 ou –  2354
    info@herrmannultrassom.com
    www.herrmannultrassom.com



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *