Ferramentaria Moderna

31 de maio de 2014

Ferramentaria moderna: Com público qualificado, FMU supera expectativas

Mais artigos por »
Publicado por: Maria Aparecida de Sino Reto
+(reset)-
Compartilhe esta página
    Plástico Moderno, Exposição levou a Joinville cerca de 10 mil visitantes

    Exposição levou a Joinville cerca de 10 mil visitantes

    A 7ª edição da Feira de Ferramentaria, Modelação e Usinagem – FMU, realizada na Expoville, em Joinville, Santa Catarina, de 1 a 4 de abril, abrigou menos expositores em relação à mostra anterior, fato creditado pela direção da Eurofeiras Negócios, organizadora do evento, às dificuldades econômicas que o país atravessa. No entanto, contou com o prestígio de empresas e marcas do setor, com a oferta de novos produtos e de troca de informações com o público, bastante especializado da feira, por meio de palestras técnicas. Possibilitou aos expositores que decidiram investir nesse evento específico estreitar relacionamento com o seu público comprador e prospectar novos clientes e negócios.

    Na opinião do diretor da organizadora, Walter Khairalla, a feira superou as expectativas, considerando a realidade econômica atual do mercado brasileiro. Para ele, importa mais o volume de negócios fechados e a qualidade dos contatos propiciados durante o evento, criando oportunidades para a consolidação de negócios das empresas expositoras. “O resultado de uma feira não se mede pelo tamanho ou pela quantidade de expositores.”

    O público que percorreu os corredores da edição deste ano da FMU beirou 10 mil visitantes, pessoal qualificado e representativo das empresas ligadas ao setor, provenientes dos quatro cantos do país. Além de visitantes estrangeiros da Alemanha, Colômbia, Espanha, Estados Unidos e Itália, computados pela organização.

    Exemplo de nome de peso da indústria de máquinas-ferramenta presente na exposição, dona de um extenso portfólio de máquinas, a Romi informa ter contabilizado a venda de alguns equipamentos e também considera boas as expectativas de geração de negócio pós-feira. A fabricante, sediada em Santa Bárbara D’Oeste-SP, considera o Estado de Santa Catarina um mercado de potencial relevante para os seus negócios e elegeu para demonstrar, nesta sua quinta participação na feira, três modelos de máquinas-ferramenta com tecnologia de ponta e elevado desempenho.

    A empresa ocupou um estande de 80 m2, onde exibiu um torno CNC Centur 30D, um centro de torneamento Romi GL 240M e um centro de usinagem vertical Romi D 800. O primeiro equipamento se caracteriza pela grande flexibilidade de trabalho para usinagem de diferentes tipos de peças, com potência, rapidez de movimentos e precisão de usinagem. Carrega uma motorização de 12,3 cv, admite peças de 430 mm de diâmetro sobre o barramento, e permite usinar peças de 200 mm de diâmetro e de até 1.000 mm comprimento. Ainda dispõe de diversas configurações de placas e de porta-ferramentas.

    De acordo com a Romi, o equipamento possui CNC Siemens Sinumerik 828D de alta performance e hardware de alta confiabilidade, com excelentes recursos de programação e operação, com módulo gráfico para simulação de usinagem. Oferece como opcional o Kit Multiplic, que proporciona a facilidade de operação de um torno universal com a produtividade de um torno CNC.

    Projetado para operar em ambientes de média e alta produção, o centro de torneamento Romi GL 240M é uma máquina ágil, para aplicação em diversos processos de usinagem.  Dotado de uma estrutura robusta, cabeçote ASA A2-5″ (6.000 rpm) ou A2-6″ (4.500 rpm) com potência de 20 cv, permite usinar peças com diâmetro de até 260 mm e 400 mm de comprimento entre pontas. Possui torre porta-ferramentas para 12 ferramentas, fixas e acionadas, possibilitando, além de torneamento, efetuar operações de fresamento, furação e rosqueamento, tudo em uma única fixação. É equipado com comando CNC Fanuc 0i-TD, de alta tecnologia e confiabilidade.

    O centro de usinagem vertical Romi D 800 foi desenhado para operar em produção, bem como em ferramentarias. Possui estrutura robusta, com curso X de 800 mm, cabeçote ISO 40, de 8.000 rpm ou 10.000 rpm, com 20 cv de potência, e oferece velocidade de avanço rápido, de até 30 m/min nos eixos X, Y e Z. Dispõe de trocador automático de ferramentas, com magazine para 30 ferramentas.  A fabricante disponibiliza o equipamento com CNC Fanuc 0i- MD ou Siemens 828D, ambos de alta tecnologia, excelente performance e confiabilidade. Opcional, mesa giratória 4° eixo permite usinagens de peças em qualquer ângulo e com interpolações, com excelente resultado de posicionamento e repetitibilidade.

    Outro destaque em centro de usinagem foi apresentado pela Mitutoyo, empresa com sede no Centro Industrial de Vinhedo-SP. A expositora lançou na feira o centro de usinagem vertical Performa SR3-XP, da fabricante taiwandesa Akira Seiki e aproveitou para divulgar outros equipamentos do gênero dos tipos horizontais e verticais, além de outras máquinas para diversos fins, dentro do setor. A expositora informa ter vendido equipamentos e realizado bons contatos, sinônimo de novas oportunidades de negócios no pós-feira.  Um dos principais objetivos da empresa, que também fabrica máquinas tridimensionais, equipamentos óticos e de forma, medição dureza e instrumentos de medição, foi o de apresentar a marca e entrar no mercado catarinense.


    Página 1 de 212

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *