Feiras e Eventos

12 de novembro de 2016

Feiplastic troca Anhembi pelo Expo Center Norte

Mais artigos por »
Publicado por: Jose Paulo Sant Anna
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Plástico Moderno,

    A Feiplastic – Feira Internacional do Plástico ganhará novo endereço a partir da próxima edição, prevista para de 3 a 7 de abril de 2017. O encontro bienal, antigamente chamado de Brasilplast, deixará o Parque de Exposições do Anhembi, que abrigou todas as suas 16 edições realizadas até hoje, e passará a ocupar os pavilhões do Expo Center Norte.

    A decisão foi tomada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, organizadora da exposição, e também será aplicada às demais feiras com temas industriais realizadas pela empresa: a Feimafe e a Feira da Mecânica. A transferência se baseia, de acordo com a empresa, na estratégia de utilizar instalações que ofereçam melhores condições para a realização de eventos. “Não é segredo que trabalhamos com os mais altos padrões de satisfação de expositores e visitantes”, avalia Paulo Octavio Pereira de Almeida, vice-presidente executivo.

    Vale lembrar: na edição de 2016 da Feira da Mecânica, realizada em um período de fortes chuvas na capital paulista, os expositores que participaram do evento no Anhembi sofreram com goteiras e até cachoeiras decorrentes de falhas no vetusto telhado. De acordo com Almeida, esse problema, para ser resolvido, depende de obras a serem realizadas pela prefeitura da cidade, responsável pela administração do local. Essas obras podem demorar, devido ao moroso processo burocrático de contratação da prestadora de serviços e da falta de recursos no caixa da municipalidade. Aliás, seguidas administrações da capital paulista manifestaram o desejo de vender a área do Parque Anhembi para construir um moderno centro de exposições em outro local, menos valorizado.

    A escolha do Expo Center Norte se deu pelas características do local. A área total de exposições é de 98 mil m², contra 95 mil m² do Anhembi. Essa área está dividida em cinco pavilhões, o que permite aos organizadores organizar os expositores de forma segmentada, formato considerado positivo e similar ao adotado pela feira K, na Alemanha. A Feiplastic vai ocupar quatro desses pavilhões. Contará com 22 salas próprias de reuniões, localizadas nos pisos superiores, além de climatização total. “Os expositores não precisam instalar ar condicionado em seus estandes, o que permite até 15% de economia de energia elétrica”.

    A localização é muito próxima ao Anhembi, não acarretando grandes alterações para os participantes. O local possui acesso fácil para os estacionamentos, além da conveniência de estar ao lado de shoppings e metrô. “É um centro de exposições que recebe manutenção constante e sedia eventos de grande porte o ano todo”, diz Alexandre Telles, diretor de eventos.

    Outra novidade será a duração do encontro, que passa a ter quatro dias, contra os cinco das edições anteriores. Telles explica que a alteração foi feita para reduzir os investimentos dos expositores. “Um dia a menos representa custos menores, considerando todos os valores inerentes à operacionalização da infraestrutura necessária para os estandes, antes feitas aos domingos”.

    Concorrência – A mudança de endereço, de acordo com a direção da Reed Exhibitions Alcântara Machado, nada tem a ver com o fato da Feiplastic passar a concorrer, a partir do próximo ano, com a Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha, a ser realizada entre os dias 20 e 24 de março do próximo ano no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center. A nova feira foi idealizada pela Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

    A nova concorrência incomoda. “O ideal seria que a cidade abrigasse apenas um evento para o setor no ano”, explica Almeida. Apesar disso, ele lembra que todas as edições anteriores da Feiplastic (e, antes, da Brasilplast) foram um sucesso. Ele ressalta o contrato firmado entre a promotora do evento e a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast) com duração até 2030. “A Abiplast é a associação do transformador, eles são os que investem na compra de equipamentos e matérias-primas”, ressalta. De acordo com os dirigentes, as vendas de espaço estão transcorrendo de acordo com as estimativas. “O mercado está vivendo dias difíceis, mas até agora estamos no patamar de negócios que estávamos esperando”.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *