Feiras e Eventos

10 de junho de 2013

FEIPLASTIC 2013 – Organização rebatiza, amplia e adota novas estratégias de internacionalização da feira

Mais artigos por »
Publicado por: Nelson Valencio
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Plástico Moderno, Feiplastic 2013 - Organização rebatiza, amplia e adota novas estratégias de internacionalização da feira

    Considerada uma das cinco maiores feiras do setor plástico mundial, a Feiplastic 2013 traz algumas inovações em relação à edição anterior, realizada há dois anos, a começar por sua nova denominação, substituindo a marca Brasilplast, em uso desde a década de 80. Além disso, o evento atual amplia em 7% a área física de exposição, ocupando todo o espaço do Centro de Convenções do Anhembi, em São Paulo. Com isso, são 85 mil m2 de área, que devem receber da ordem de 1,4 mil expositores, cerca de 100 deles novos, e mais de 70 mil visitantes. Para expandir fisicamente a exposição, a Reed Exhibitions Alcantara Machado deslocou o setor de alimentação externamente ao espaço do pavilhão. Ao mesmo tempo em que amplia o local, a organizadora também refina o tipo de visitante desejado. Seguindo uma tendência internacional e aproveitando o know-how de sua área global (Reed Exhibitions), a empresa adotou várias ferramentas para viabilizar a visitação dos chamados decisores, reduzindo a audiência não qualificada.

    Plástico Moderno, Liliane Bortoluci, Reed Alcantara, mudanças se ajustam ao perfil do público latino-americano

    Liliane: mudanças se ajustam ao perfil do público latino-americano

    “As mudanças fazem parte da internacionalização do evento e do papel que a economia latino-americana ocupa atualmente, em especial o Brasil”, explica Liliane Bortoluci, diretora do evento. A executiva lembra que a troca de nomes da mostra foi intensamente trabalhada pelos escritórios comerciais da empresa, denominados Internacional Sales Group. Presentes em vários países, eles reforçaram a ação da equipe brasileira. Esta última focou sua atuação em visitas pontuais e na elaboração de materiais de divulgação, incluindo a distribuição dos catálogos da Feiplastic nos potenciais formadores de opinião. Liliane avalia que esse trabalho foi particularmente importante na definição dos pavilhões internacionais da feira. Além dos detalhes técnicos da exposição, a divulgação destacou os dados de crescimento da economia brasileira, incluindo a presença de megaeventos esportivos como impulsionadores. “O reposicionamento da Feiplastic mostra que é um prejuízo de imagem para as corporações do setor não participar do evento.”

    De acordo com a executiva, o networking internacional é uma das vantagens de a organizadora ser um grupo mundial. O reposicionamento também acontece na forma de interação com os potenciais visitantes. “Em vez de uma comunicação pontual nos meses que antecedem e durante a feira, criamos um mecanismo de contato intermitente. Os eventos não saem do ar. Os portais continuam ativos, com uso adicional de redes sociais para amplificar as informações”, explica.

    Para Liliane, a iniciativa faz parte da melhoria do atendimento ao expositor, otimizando o investimento no estande, que passa a ser apenas um dos aspectos visíveis de participação na Feiplastic. Além da divulgação de informações no site do evento, atualizado com press releases dos expositores, blogs produzidos por especialistas e outras formas de redes sociais como Facebook e Twitter amplificam o contato. “Já testamos tudo isso em grandes feiras dos Estados Unidos e da China, ou seja, envolvendo públicos diferentes e em grande volume”, argumenta a executiva. Ela ressalta que as experiências internacionais foram “tropicalizadas” para atender o perfil do público local, formado por visitantes qualificados da América Latina, com destaque para os brasileiros.

    Os mecanismos de contato da Feiplastic 2013 incluem também os recursos de tecnologias do tipo Map Your Show, uma plataforma que permite ao visitante organizar todo o seu roteiro de viagem, hospedagem, visitação ao evento e agendamento de reuniões, além de consolidar informações sobre as empresas que estão no seu radar. Usando o portal da exposição, o aplicativo monta desde o traçado da melhor rota de visitação até a escolha e reserva do hotel. Entre as duas ações, é possível realizar uma série de atividades para otimizar a visita técnica, gerando uma economia de tempo e criando uma comunicação direta com os expositores. O site atual permite, por exemplo, que o potencial comprador organize seu roteiro de visita por nome, caso conheça os fabricantes com quem deseja estreitar o contato, ou por categoria, se estiver montando uma visitação mais focada em determinada tecnologia ou solução.


    Página 1 de 3123

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *