Feiras e Eventos

4 de abril de 2011

Brasilplast 2011 – Feira se consagra como a terceira maior do mundo

Mais artigos por »
Publicado por: Miriam Dias
+(reset)-
Compartilhe esta página

    A 13ª Brasilplast – Feira Internacional da Indústria do Plástico, a ser realizada no Pavilhão de Exposições do Anhembi, no período de 9 a 13 de maio, colocará à disposição dos visitantes/compradores um aditivo importante para a cadeia do plástico, pois vai retomar o foco no conhecimento e na educação com a realização da Conferência Brasilplast.

    O encontro, marcado para os dias 10 e 11 de maio, das 8h30 às 17h30, será promovido no Holiday Inn Parque Anhembi, já que todo o pavilhão de exposições será ocupado pela mostra, e contará com palestras de técnicos, empresários e acadêmicos, com foco em três temáticas: Mercado e Negócios, Sustentabilidade na cadeia do plástico, e Inovações e tecnologia.

    Segundo Liliane Bortoluci, sucessora de Evaristo Nascimento na diretoria de eventos da Reed Exhibitions Alcantara Machado, o objetivo principal da conferência é traçar um panorama do mercado brasileiro e mundial do setor, relacionando a importação de matérias-primas, as tendências de preços da nafta petroquímica e os investimentos e gestão de parques industriais de transformadores. “O ciclo de palestras visa a incentivar a produtividade do mercado, por meio do desenvolvimento da cadeia produtiva e do aumento da competitividade”, sinaliza a diretora, que adianta a participação de executivos/palestrantes da Basf, Cargill Agrícola, Romi, Exxonmobil, entre outras empresas consideradas referência em seus segmentos de atuação.

    “O que muda na minha gestão é a retomada do foco na parte educacional, do conhecimento, em relação à cadeia produtiva do plástico”, declara Liliane, que atuou em conjunto com Nascimento durante vinte anos até assumir a diretoria da empresa em novembro do ano passado.

    A 3ª maior do mundo – Desde sua primeira edição, em 1987, quando estiveram presentes 300 expositores em um espaço de pouco mais de 20 mil metros quadrados, a Brasilplast vem crescendo a cada ano. Liliane classifica a feira, hoje, como a 3ª maior do mundo, atrás apenas da K, realizada a cada três anos em Düsseldorf, na Alemanha, e da Chinaplas, promovida anualmente em Xangai, China, segundo a diretora de eventos da Reed Exhibitions Alcantara Machado.

    Plástico moderno, Liliane Bortoluci, Diretora de eventos da Reed Exhibitions Alcanta Machado, Brasilplast 2011 - Feira se consagra como a terceira maior do mundo

    Liliane: evento cresceu e só fica atrás da K e da Chinaplas

    Esta edição será a maior já realizada desde o seu início, em termos de área ocupada. Serão 85 mil metros quadrados, ou seja, a feira irá ocupar a área total do pavilhão, com todas as melhorias implementadas em sua estrutura, renovada e ampliada de outubro de 2010 para cá, o que inclui a reforma dos sanitários, a exclusão dos antigos mezaninos, onde antes eram realizados seminários, e a nova entrada voltada para a Marginal do Tietê. “Quem ficou algum tempo sem visitar o Anhembi terá a impressão de estar em outro lugar”, compara Liliane. “Houve crescimento significativo tanto em quantidade de expositores como de ocupação. Isso se deve ao bom momento econômico pelo qual o país está passando”, avalia.

    De acordo com ela, a mostra brasileira é, “seguramente”, o principal evento do setor na América Latina e também está o calendário internacional de feiras de negócios voltados ao mercado do plástico. “Quem está na América Latina, principalmente Argentina, Bolívia e México, prefere vir para a Brasilplast. Quem expõe na Chinaplas quer vir para o Brasil, mas quem expõe aqui não quer ir para lá”, declara Liliane, argumentando que a realização das feiras do Brasil e da China no mesmo ano não trouxe nem trará nenhum prejuízo à adesão dos expositores, incluindo os internacionais, à mostra brasileira.

    Livres da marola – Segundo levantamento da Abimaq, na Brasilplast 2009, realizada durante a crise econômica mundial, foram fechados negócios de R$ 120 milhões. O público presente à feira alcançou mais de 63 mil visitantes nacionais e 1.336 internacionais, vindos de 62 países, como Alemanha, Estados Unidos, Itália, África do Sul, Argentina, Chile, Costa Rica, Eslovênia, Espanha, Honduras, Paraguai, Polônia e Turquia. Números superiores à edição de 2007.

    Diante disso, a diretora da Reed Alcantara adianta que, na edição deste ano, serão mais de 1.300 empresas mostrando suas novidades em produtos e serviços, o que amplia as perspectivas de fechamento e/ou prospecção de negócios. “Se em 2009, no meio da ‘marola’, os resultados da feira foram superiores perante a edição de 2007, agora, com a retomada econômica, com certeza o sucesso será ainda maior”, projeta.

    Impossível viver sem ele – Como parte da retomada do foco educacional da feira, a Reed Alcantara, com o apoio da Plastivida, criou uma plataforma importante de sustentabilidade por meio da Operação Reciclar (ver boxe), com diversas ações voltadas a esclarecer o público visitante e os expositores, durante a Brasilplast, sobre os processos de reciclagem, a correta utilização do plástico e o seu descarte adequado.

    Sob o slogan “Plástico, impossível viver sem ele”, a Operação Reciclar é uma iniciativa da Brasilplast e tem como foco principal destacar os aspectos socioambientais do material. “Em todos os lugares, onde você estiver, estará utilizando o plástico de alguma forma”, justifica Liliane.
    A ação conta com o apoio e a participação de expositores que representam todos os elos da cadeia produtiva dos plásticos – matéria-prima, transformadores, fabricantes de máquinas, recicladores e cooperativas de coleta seletiva.


    Página 1 de 3123

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *