Feiras e Eventos

20 de abril de 2009

Brasilplast 2009 – Mostra valoriza a força da cadeia produtiva do plástico e aperfeiçoa a infraestrutura

Mais artigos por »
Publicado por: Renata Pachione
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Os organizadores da 12ª Brasilplast – Feira Internacional da Indústria do Plástico se esforçarão para transformar a ida ao Pavilhão de Exposições do Anhembi-SP, durante os dias 4 e 8 de maio, num período de encantamento, no qual o público esperado, de 65 mil pessoas, e os 1.300 expositores, de 30 países, terão à disposição um ambiente aconchegante e ainda mais profissional, se comparado ao das edições anteriores. Essa exposição da Reed Exhibitions Alcantara Machado trará diversas mudanças na infraestrutura dos serviços oferecidos e ainda tentará ratificar a força da cadeia produtiva do plástico, que ali estará com inovações e as mais recentes tecnologias desse mercado, ávido para suplantar as incertezas geradas pela conjuntura econômica internacional e se valer da tradição desse polo gerador de negócios.

    Plástico Moderno, Evaristo Nascimento, diretor de feiras da Reed Exhibitions Alcantara Machado, Brasilplast 2009 - Mostra valoriza a força da cadeia produtiva do plástico e aperfeiçoa a infraestrutura

    Para Nascimento, a participação na feira deve estar focada nos negócios

    No final do ano passado, não por acaso, o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), Merheg Cachum, afirmou que a Brasilplast 2009 seria uma iniciativa válida para estimular as vendas e ativar o setor, sobretudo por se tratar de um momento de retração. É isso mesmo, esta edição de um dos maiores eventos do mercado em âmbito mundial embute a intenção de valorizar a indústria neste período de turbulências, marcado por dúvidas e receios. “Recebemos expositores representando todos os continentes, dispostos a superar as incertezas do atual momento e transformá-las em novas oportunidades de negócios”, explicou o diretor de feiras da Reed Exhibitions Alcantara Machado, Evaristo Nascimento. Seria ingênuo ignorar o tema crash mundial, afinal, ele não se esgotou e será recorrente nos corredores do Anhembi, mas o tom não deverá ser de derrota. “Daqui a pouco, a crise passará. Na Brasilplast, portanto, temos a obrigação de mostrar que estamos aqui trabalhando e temos muita coisa a oferecer”, ressaltou o diretor. Para ele, há uma dinâmica no setor que impede o esmorecimento. “Nos negócios, você precisa ultrapassar as dificuldades e seguir adiante, sempre”, completou.

    Foco no serviço – A 12ª Brasilplast representará um passo importante no aperfeiçoamento dos serviços prestados, por conta de uma série de mudanças na infraestrutura do pavilhão. A começar pelo acesso ao evento. O diretor destacou o pré-credenciamento, feito on-line. Dessa forma, estima-se que cerca de 90% da visitação demorará menos de um minuto para ter sua credencial e entrar no pavilhão. Haverá um balcão de atendimento onde as pessoas poderão apresentar um código de barras, obtido via internet, e conseguir, em segundos, a credencial. Antes, o procedimento manual levava em torno de 10 minutos, em média. “As filas passarão a praticamente zero”, estimou Nascimento. Também importante nesse mesmo quesito é a reforma do estacionamento, que conta agora com uma catraca eletrônica capaz de agilizar a entrada dos carros.

    Dentro do pavilhão, as mudanças saltarão aos olhos. O teto ganhou uma manta para evitar a infiltração das chuvas e reduzir a temperatura do ambiente; o piso foi asfaltado, ficou regular. Com ares de shopping center, o Anhembi passará a abrigar duas praças de alimentação, com área total de cerca de 700 metros quadrados. Serão quase 15 marcas, com variadas opções gastronômicas. Os banheiros também foram contemplados. Até o dia 4 de maio, um deles, no caso o feminino, estará completamente reformado, sob um novo layout. Outra novidade no quesito conforto se refere à Sala do Bem-Estar, destinada para o descanso das recepcionistas, com banheiro agregado. Com esse espaço, a ideia é evitar os costumeiros tumultos nas áreas comuns. Em tempo, para quem não vai ao Anhembi há algum tempo, um aviso: o espaço passou a ter um único piso, pois os mezaninos norte e sul do pavilhão foram derrubados.

    “A feira tem como obrigação colocar à disposição do seu público, não somente o visitante, mas também o expositor, facilidades”, comentou Nascimento. O Centro de Atendimento ao Expositor (CAEX) terá ainda novas instalações. Agora são 20 estações fixas de credenciamento logo na entrada do hall, dotado de um amplo sistema de atendimento ao expositor. “Aprendemos com a experiência internacional, principalmente, a melhorar o atendimento”, completou o diretor sobre a parceria da Alcantara Machado com a Reed Exhibitions.

    Outras mudanças ficarão a cargo de sua configuração: o evento contará com a estreia de novas empresas e aumentará a presença dos estrangeiros. Além disso, alguns expositores ampliarão seus espaços. Os maiores estandes, neste ano, serão os das petroquímicas Quattor e Braskem, que se uniram a várias empresas e ocuparão cada uma a área de mil m². Em contrapartida, duas companhias com tradição na Brasilplast, nesta edição, ficarão de fora: a Bekum, fabricante de sopradoras, e a Husky, de injetoras.

    Estratégias de cada empresa à parte, todos da cadeia do plástico querem, pelo menos, uma fresta dos holofotes da maior feira do setor da América Latina. No entanto, os 78 mil m² disponíveis do Anhembi, como ocorre há anos, serão insuficientes para a demanda. A escassez de espaço está na pauta não é de hoje. No passado, aliás, cogitou-se a possibilidade de privatização do Anhembi, e assim ampliar a área da exposição. Mas Nascimento derrapa numa lama de boas intenções. Existe um projeto da iniciativa privada – previsto para 2007 – de aumentar a área, porém esse plano ainda continua no papel, sem previsão de efetivação. “De momento, fizemos o que estava ao nosso alcance, melhoramos a qualidade”, reforçou o diretor, em alusão às melhorias pleiteadas para o pavilhão. Para tentar otimizar o espaço, os eventos paralelos (até o fechamento desta edição ainda não havia definição sobre eles) acontecerão fora da área de exposição, ou seja, no Hotel Holiday Inn Parque Anhembi ou no centro de convenções, ambos localizados ao lado do pavilhão.


    Página 1 de 3123

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *